PIRACICABA, SÁBADO, 18 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

24 DE ABRIL DE 2017

Placar da Previdência permite que população pressione deputados


Ferramenta on-line possibilita envio de e-mail a todos os representantes em Brasília



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Os interessados em acompanhar as discussões sobre a reforma da Previdência Social agora possuem uma ferramenta on-line: o portal Placar da Previdência, lançado por ativistas digitais, jornalistas e entidades.

Conforme a descrição do endereço www.placardaprevidencia.com.br, o objetivo é pressionar os deputados, por meio de envio de e-mails que demonstrem a indignação da população sobre o assunto. “A reforma vai afetar mais de 500 cidades brasileiras que tem no benefício o principal elemento da sua economia”, destacam os criadores do site.

De acordo com os produtores, “em um momento de crise e alto índice de desemprego, não é hora de mudar as regras da Previdência e somente com muita pressão nas redes e nas ruas a proposta de reforma da Previdência será derrotada”.

Desta forma, três botões são disponibilizados aos internautas: no link azul é possível enviar e-mail a todos os parlamentares favoráveis e no amarelo aos indecisos. Mensagens de apoio também podem ser enviadas aos parlamentares que já se declaram contrários às mudanças.

O site traz, em tempo real, o nome de todos os deputados e seus posicionamentos. No último levantamento, 118 votariam a favor da reforma, 134 ainda não se decidiram e 261 são contra as mudanças. O único representante de Piracicaba na Câmara, o deputado Antonio Carlos de Mendes (PSDB), é contra o texto que atualmente tramita em Brasília, segundo o levantamento do site.

Em Piracicaba, desde meados de março, a Câmara lançou a campanha Reforma da Previdência, NÃO! Além da coleta de abaixo-assinado em diversos pontos da cidade, a população também pode aderir com a petição on-line. Basta acessar o site goo.gl/WPwC6H e informar nome completo e um endereço de e-mail.



Texto:  Comunicação


Tópicos: Reforma da Previdência

Notícias relacionadas