PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 21 DE NOVEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE MAIO DE 2018

Punição quádrupla a servidor que se ausentou sem autorização


Fato aconteceu em 2017, quando da ausência injustificada por 15 dias das atividades



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Matheus Erler acatou na totalidade relatório da comissão de sindicância



A Câmara de Vereadores concluiu em 11 de maio Comissão de Sindicância composta para analisar o afastamento de servidor por 15 dias de suas funções, sem que o prazo legal para a concessão de férias estivesse completo ou houvesse comunicado oficial.

O presidente Matheus Erler (PTB) acatou na íntegra o relatório da Comissão, determinando o cumprimento imediato das punições, advertindo o funcionário e determinado ao Departamento Administrativo-Financeiro as providências para as recomendações da sindicância.

O fato aconteceu em junho de 2017, quando o diretor jurídico Filipe Vieira ausentou-se do País, atuando remotamente junto ao Departamento Jurídico. As atividades foram mantidas através de comunicadores via telefone celular e e-mails.

As punições ao servidor foram quatro: advertência por parte da presidência da Casa pela ausência sem justificativa; o desconto dos dias ausentes; a perda de 15 dias de férias em gozo ou pecúnia; e a devolução ao erário dos valores correspondentes às ausências. As conclusões serão encaminhadas ao Ministério Público.

No relatório, a comissão recomendou que se aplique advertência ao funcionário que se afastou sem comunicação oficial e sem nenhum direito que o autorizasse fazê-lo, a devolução do valor recebido pelos dias não trabalhados a título de indenização aos prejuízos causados à fazenda pública municipal, que as faltas sejam consideradas injustificadas e as férias futuras reduzidas.



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Câmara

Notícias relacionadas