PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 27 DE JULHO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

28 DE JUNHO DE 2016

Patrimônio Cultural de Piracicaba: Catedral Metodista


Data de construção: 1922 - 1928.



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Edifício da Catedral Metodista de Piracicaba | DPH - Ipplap


A Igreja Metodista fundou seus trabalhos de evangelização em Piracicaba no dia 11 de setembro de 1881, numa casa alugada na esquina da Rua do Rosário com a Rua São José, pelo Rev. James William Koger. Quatro anos depois, os Metodistas inauguraram a Capela Trinity, na esquina da Rua Rangel Pestana com a Rua Boa Morte. O Templo da Catedral Metodista teve o início de sua construção com o lançamento da pedra fundamental em 7 de setembro de 1922 e a inauguração em 7 de setembro de 1928. O projeto do eng. Wiley Theodore Clay foi entregue a dois construtores locais, Paulo Caviolli e Jayme Blandi, e foi finalizado por Luiz Walder. O engenheiro americano Wiley T. Clay foi contratado em 1921 pela Junta de Missões da Igreja Metodista Episcopal do Sul, nos EUA, para vir ao Brasil como missionário construtor e engenheiro. Nesta ocasião a Igreja Metodista celebrava o centenário do seu trabalho missionário e estava empenhada numa campanha de expansão da obra.

A característica tipológica predominante na fachada construída é neoromânica, mas há também elementos do neogótico nas janelas superiores. A alvenaria aparente, as janelas superiores com arcos ogivais, os elementos da torre (contrafortes, ameias, arcos lombardos), podem ser encontrados em muitas edificações eclesiais inglesas da Idade Média e Universidades como a de Oxford, na Grã-Bretanha. Portanto, trata-se de um edifício Eclético, por reunir elementos de vários estilos arquitetônicos e plásticos, não sobressaindo no conjunto um estilo único. A disposição interna original é tradicional, com planta semelhante à de igrejas católicas do período, devido à composição formada por nave principal, capela lateral, capela-mor, coro e torre (com relógio em lugar de sino). Na sala de culto, com entrada pela Rua Governador Pedro de Toledo, o púlpito central, elevado, tem como parede de fundos um tipo de 'arco do triunfo' neoclassicista. O pé direito tem aproximadamente 10 m, e na parede oposta ao púlpito, há uma galeria (coro) que dá acesso à torre principal. As janelas e bandeiras das portas e portões, ainda que possuam um desenho simples, nas cores verde, amarelo e azul, possuem desenho estilizado levemente inspirado nos vitrais góticos. O acesso se dá por uma entrada principal, com um vestíbulo, no corpo da torre e há uma segunda entrada no lado oposto da fachada. O Edifício sofreu várias intervenções construtivas, com características diversas. Entre 1960 e 61, com planta do arquiteto Reynold Clark Alvarez, foi construído um anexo contíguo na Rua Dom Pedro I.

Endereço: Rua Dom Pedro I, 938 - Centro.

Proprietário: Associação da Igreja Metodista.

Estilo Arquitetônico: Eclético.

Autoria: Wiley Theodore Clay.

Data de construção: 1922 - 1928.

Nível de proteção: Tombado pelo CODEPAC.

FICHA TÉCNICA:

DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO HISTÓRICO - IPPLAP

Diagramação e texto: arq. Marcelo Cachioni

Desenho: Arq. Marcelo Cachioni e Camilla Vitti Mariano.

Fotos: Arquivo DPH IPPLAP e Museu e Centro de Informação da Catedral Metodista.

Fonte: Cachioni, Marcelo. Catálogo da Exposição Itinerante: desenhando o patrimônio cultural de Piracicaba/Marcelo Cachioni (org.). - Piracicaba, SP: IPPLAP, 2011.

 



Texto:  Fábio Bragança


Tópicos: História

Notícias relacionadas