PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2019 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE FEVEREIRO DE 2019

Chittolina alerta para necessidade de atendimento a animais silvestres


Orador popular abordou tema após repercussão do flagra de uma onça parda na rua do Porto.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Chittolina ocupou a Tribuna Popular na reunião ordinária desta quinta-feira






O caso da onça parda na rua do Porto, em Piracicaba, que ganhou fama nacional após a viralização de um vídeo nas redes sociais, levou o protetor Luiz Américo Chittolina a alertar para a necessidade de o município passar a contar com serviço permanente de atendimento veterinário a animais silvestres. Ele ocupou a Tribuna Popular nesta quinta-feira (7), durante a 2ª reunião ordinária do ano.

Chittolina contestou relacionar o aparecimento da onça parda na área central da cidade a uma possível fuga de animais silvestres gerada pela destruição do habitat natural. Para o orador, essa justificativa era plausível "há 60, 70 anos, quando no lugar da mata foram introduzidas as culturas do café e da cana de açúcar".

Hoje, segundo Chittolina, são os canaviais que possibilitam a tais animais se procriar (o que é visto com "bons olhos" por ambientalistas), gerando, então, um outro tipo de alerta: não mais o da diminuição da população ocasionada pela redução do habitat natural, mas seu crescimento, fruto da adaptação aos canaviais.

"A onça parda transformou o canavial em seu habitat natural. Se hoje em Piracicaba há 10 onças pardas, depois de amanhã haverá 30. Proporcionalmente a isso, teremos muito mais animais atropelados. A cidade já não tem atendimento a animais à noite e aos sábados, domingos e feriados. Para animais silvestres, vai ser preciso ter", disse, ao citar que, em novembro, houve na região 15 atropelamentos de animais silvestres e 29 de domésticos.

Chittolina ainda cobrou melhora na gestão do Canil Municipal para que a quantidade diária de castrações seja proporcional ao número de profissionais que a realizam: 13 são feitas por seis veterinários hoje, enquanto um único respondia por três procedimentos por dia em 2004, comparou o orador popular.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas