PIRACICABA, DOMINGO, 17 DE DEZEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE DEZEMBRO DE 2017

Trevisan critica mudança de alunos para creche em meio período


"Você tem um ano para resolver uma situação e, no final, fala que não tem condição, que vai ser meio período para uns e integral para outros?", questionou o vereador.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Trevisan ocupou a tribuna durante a reunião ordinária desta segunda-feira

Trevisan ocupou a tribuna durante a reunião ordinária desta segunda-feira
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto

Pais de alunos compareceram ao plenário, durante a reunião ordinária, em protesto
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Trevisan ocupou a tribuna durante a reunião ordinária desta segunda-feira




Dizendo-se "decepcionado" com os 12 primeiros meses de Barjas Negri (PSDB) à frente da Prefeitura, o vereador Laércio Trevisan Jr. (PR) ocupou a tribuna, durante a 71ª reunião ordinária, nesta segunda-feira (4), para criticar a decisão do Executivo em transferir crianças matriculadas em período integral na creche "Lygia Amaral Gobbin", no bairro Santa Rosa, para cumprirem apenas meio período na Escola Municipal "Antônia Jesuína Camillo Pipa".

O parlamentar citou os transtornos que a mudança gerará na rotina dos pais que trabalham e precisam deixar as crianças em estabelecimentos de ensino em tempo integral. "Você tem um ano para resolver uma situação e, no final, fala que não tem condição, que vai ser meio período para uns e integral para outros?", questionou o vereador, que sugeriu a possibilidade de acionar o Ministério Público para atuar no caso.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas