PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

11 DE ABRIL DE 2017

Tozão entregará moção de aplausos ao bispo emérito Irineu Danelon


Piracicabano, Irineu participou, ao longo de 27 anos de episcopado, da vida da igreja no Brasil, assumindo vários cargos na CNBB.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Propositura do parlamentar foi aprovada na 19ª reunião ordinária


O vereador Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), concederá a moção de aplausos 49/2017, aprovada na 19ª reunião ordinária, nesta segunda-feira (10), ao bispo emérito de Lins (SP) Irineu Danelon, em razão de sua ligação com a comunidade e as igrejas de Piracicaba e região.

Irineu nasceu em Piracicaba, em 4 de abril de 1940. Ao terminar seus estudos primários, com uma bolsa no Colégio Salesiano Dom Bosco, seguiu, em 1955, para o seminário Salesiano em Lavrinhas (SP). Foi ordenado sacerdote por Ladislao Paz, em 1967, na igreja do Sagrado Coração de Jesus, em São Paulo (SP).

Como sacerdote, trabalhou no Liceu Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora, em Campinas (SP). Em 1976, assumiu como coordenador da Pastoral da Juventude e animador da Pastoral Vocacional de toda a Inspetoria Salesiana Nossa Senhora Auxiliadora de São Paulo e do Paraná. Pouco tempo depois, tornou-se inspetor na Inspetoria de São Paulo.

Com a morte do bispo Walter Bini, em 1987, Irineu foi eleito no ano seguinte, pelo papa João Paulo II, o sétimo bispo de Lins. Em seu ministério, destacam-se várias realizações, como a instalação de paróquias, a reabertura de seminários e a criação de rádios, programas e cursos de formação religiosa.

Em 2015, o papa Francisco aceitou a renúncia de Irineu, que passou a ser bispo emérito da Diocese de Lins.

Ao longo dos seus 27 anos no episcopado, Irineu assumiu vários cargos na CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), fundou e ajudou a organizar a Pastoral da Sobriedade, ordenou 99 diáconos temporários, 13 diáconos permanentes e 127 presbíteros, entre religiosos e diocesanos, consagrou dois bispos e co-consagrou outros quatro.



Texto:  Lucas Lima
Supervisão:  Redação


Tópicos: LegislativoOsvaldo Schiavolin

Notícias relacionadas