PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 22 DE JUNHO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE JUNHO DE 2017

Mostra oferece “experiência sensorial” para retratar deficiências


“Grandes Nomes, Grandes Feitos” está aberta ao público no Hall da Câmara até o próximo dia 29 de julho



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Stevie Wonder é cego. Ludwig Van Beethoven, surdo. Maria de Lourdes Guarda tinha paralisia, o que a mantinha em uma cama, e mesmo assim desenvolveu aguerrida luta em defesa das pessoas com deficiência. Franklin Roosevelt, eleito quatro vezes presidente dos EUA, teve poliomielite e era cadeirante. Autor da Ilíada, o poeta Homero, da Grécia Antiga, também era cego. 

Personalidades marcantes, cada um ao próprio modo, são destaques da exposição Grandes Nomes, Grandes Feitos, em cartaz no hall do Prédio Anexo da Câmara de Vereadores de Piracicaba. Resultado da parceria entre o gabinete de André Bandeira (PSDB), cadeirante e vereador por três mandatos, o Departamento de Documentação e Arquivo e o Memorial da Inclusão, do Governo do Estado, a mostra fica aberta ao público até 29/7. 

“É um orgulho ver essa exposição, até porque eu tive relações muito próximas com algumas das personalidades retratadas aqui”, disse Francisco Cerignoni, coordenador do Conselho Municipal de Políticas Para Pessoas Com Deficiência (Comdef) e membro do Conselho Estadual de Políticas Para Pessoas Com Deficiência. 

Entre os conhecidos de Cerignoni, está Maria de Lourdes, considerada pioneira na atuação em prol das políticas voltadas à pessoa com deficiência. “Ela era uma batalhadora e, por diversas vezes, esteve em minha casa. Em uma perua Kombi, ela rodou o País desenvolvendo o trabalho de mobilização da causa”, disse Francisco, cadeirante e figura proeminente da causa no Estado. 

A proposta da exposição Grandes Nomes, Grandes Feitos é trabalhar com a metalinguagem para descrever os feitos das personalidades retratadas. Explorando todas as possibilidades sensoriais, a mostra convida o visitante a se colocar na condição do retratado e sentir a música a partir da vibração, como deveria ser para Beethoven, sobretudo no fim da vida do músico. 

“É um prazer enorme podermos trazer um trabalho desta qualidade para Piracicaba”, disse André Bandeira, ao destacar que, depois de uma temporada no Memorial da Inclusão, na capital paulista, a mostra começa a rodar o interior do Estado, sendo Piracicaba a segunda cidade – a primeira foi Campos de Jordão. 

“A exposição quebra com o conceito do que é uma pessoa ter deficiência, já que trabalha a partir das possibilidades encontradas por estas personalidades para desenvolver um trabalho ou uma arte”, disse o vereador André Bandeira. As 12 personalidades retratadas na mostra atuam em diferentes áreas, desde à música, passando pela pintura e enveredando também pela política. 

Fábio Bragança, diretor do Departamento de Documentação e Arquivo, destaca que além da montagem, que pode ser visitada gratuitamente, haverá agendamento com escolas e uma equipe de estagiários oferecerá observação guiada. “A nossa proposta é oferecer uma experiência única, com um material muito rico para ser explorado por qualquer pessoa”, disse Bragança. 

Na abertura da exposição, na tarde desta segunda-feira (5), Erotides Gil representou o prefeito Barjas Negri (PSDB).

SERVIÇO – Exposição Grandes Nomes, Grandes Feitos. Entrada Gratuita. Até 29/7. Hall do Prédio Anexo da Câmara de Vereadores de Piracicaba (entrada pela Rua do Rosário, 833, Centro). Mais informações e agendamento de visitas guiadas: 3403-6612 | 6601.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337


Tópicos: Exposição

Notícias relacionadas