PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

31 DE OUTUBRO DE 2017

Erler amplia debate sobre projeto de plano de carreira dos professores


Novo encontro para discutir o plano, no próximo dia 9, vai reunir vereadores e a direção do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Definido pela lei federal 13.995/2017, o Plano Nacional de Educação é um instrumento de planejamento, orientação e aprimoramento de políticas públicas. Com 10 diretrizes e 20 metas para serem atingidas até 2024, a elaboração de planos de carreira para os profissionais da educação básica e superior pública é um dos objetivos do planejamento.

Na tarde desta segunda-feira (30), o presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB), reuniu-se com vereadores e com representantes da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) para discutir sobre o projeto de lei complementar 17/2017, encaminhado pelo Executivo, que dispõe sobre o plano de carreira, salários e vencimentos dos profissionais do magistério público da cidade.

Desenvolvido pela Comissão Central de Coordenação dos Trabalhos para Elaboração do Estatuto do Magistério Municipal e do Plano de Carreira dos Profissionais do Magistério, o plano apresenta alguns pontos negativos, segundo a presidenta estadual da Apeoesp, Maria Izabel Noronha, a Bebel.

"Destacamos alguns aspectos que precisam ser revistos nos itens que dispõem sobre jornadas de trabalho, mecanismo de ascensão na carreira, nomeação para os cargos em comissão, avaliação de desempenho para os servidores, atribuição de aulas, número de alunos por sala de aula e meta 17 do Plano Estadual de Educação", comentou.

Segundo Erler, "um projeto desta magnitude precisa ser discutido com todas as partes envolvidas". "Estamos falando de um plano que valoriza profissionais que possuem um papel essencial na nossa sociedade. É preciso ter diálogo, discussão e apontamento das mudanças necessárias", comentou.

Presentes na reunião, os vereadores Coronel Adriana (PPS), Dirceu Alves da Silva (SD), Isac Souza (PTB), José Aparecido Longatto (PSDB), Lair Braga (SD), Osvaldo Schiavolin (PSDB), Paulo Campos (PSD), Pedro Kawai (PSDB) e Wagner Oliveira (PHS) questionaram alguns pontos e concordaram com a necessidade de novas reuniões. Antes, um grupo de vereadores, encabeçado pelo presidente da Comissão de Educação da Câmara, Maestro Jonson (PSDB), também havia se reunido com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba.

Um novo encontro para discutir o plano de carreira vai reunir vereadores e a direção do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba no próximo dia 9, às 9h, na sala de reuniões da Presidência da Câmara.



Texto:  Assessoria parlamentar
Revisão:  Redação


Tópicos: EducaçãoMatheus Erler

Notícias relacionadas