PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

17 DE SETEMBRO DE 2019

Comdef quer reforçar papel consultivo junto à Câmara e à Prefeitura


Lideranças ocuparam parte do expediente da reunião ordinária desta segunda-feira para falar da Semana Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Lideranças falaram durante a reunião ordinária por ocasião da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência






A maior participação do Comdef (Conselho Municipal de Proteção, Direitos e Desenvolvimento da Pessoa com Deficiência) como órgão consultivo nas decisões tomadas pelos poderes Executivo e Legislativo locais foi defendida por lideranças que estiveram na Câmara de Vereadores de Piracicaba na noite desta segunda-feira (16).

Ademir Barbosa, atual presidente do Comdef, e Francisco Cerignoni, seu antecessor no cargo e hoje integrante do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, falaram por cerca de 30 minutos durante a 51ª reunião ordinária, em espaço aberto pelo vereador André Bandeira (PSDB), autor do requerimento 538/2019. Eles destacaram a programação da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência, que vai até sexta-feira (20), e abordaram as principais reivindicações dessa parcela da população.

"O Comdef é um conselho que é para ser consultado pela Câmara e pela Prefeitura. Queremos uma parceria maior", disse Cerignoni. "Em muitas de nossas reivindicações, a Câmara pode ajudar, porque ela tem como objetivo propor leis, que nem sempre estão de acordo com os interesses da maioria das pessoas com deficiência", exemplificou.

"As pessoas com deficiência estão cada vez mais assumindo o protagonismo na luta por seus direitos. As reivindicações e conquistas que conseguimos nos últimos anos foram fruto da luta em todos os locais em que é possível participarmos. A cidade é de todos, das pessoas com e sem deficiência. Queremos que a nossa opinião seja válida em todos os momentos", completou.

Cerignoni enfatizou, entre as principais demandas a serem atendidas, a criação, no âmbito da administração municipal, de um núcleo de articulação das políticas públicas de inclusão das pessoas com deficiência, com "três ou quatro indivíduos designados pelo prefeito para pensá-las de forma mais abrangente e integrada". "Temos hoje políticas públicas nas áreas de saúde, educação, trabalho, esporte, lazer e cultura, mas nenhum órgão que as compatibilize", observou.

Ainda nessa linha, o ex-presidente do Comdef defendeu que a administração municipal conte com uma comissão permanente de acessibilidade. "Há técnicos que pensam em acessibilidade nas secretarias de Obras, de Defesa do Meio Ambiente, de Trânsito e Transportes, mas não uma comissão de funcionários da Prefeitura que se reúna mensalmente para pensar essa questão", argumentou.

Já a relação de medidas recentes, apresentada por Barbosa, que beneficiaram pessoas com deficiência inclui a reforma dos terminais de ônibus, que ganharam piso tátil, rampa e banheiros acessíveis, a construção de 58 travessias em nível e as obras na praça José Bonifácio, com colocação de piso tátil que deve chegar até os prédios principal e anexo da Câmara.

Ele também falou da necessidade de instalação de semáforo com sinal sonoro em frente ao Terminal Central de Integração, na avenida Armando de Salles Oliveira. "Precisamos urgentemente, pois existia e foi tirado. Tem que voltar o mais rápido possível, porque o número de deficientes visuais é alto."

EVENTOS - Barbosa detalhou as próximas atividades da Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência. Nesta quarta-feira (18), o salão nobre da Câmara recebe duas mesas-redondas que abordarão a inclusão das pessoas com deficiência: a das 9h focará os desafios atuais e a das 14h refletirá sobre o papel das instituições nessa questão.

A primeira mesa-redonda terá a participação de quatro profissionais que convivem com as temáticas de deficiência visual, auditiva, física e intelectual: Wander Viana Santos, Raquel Moreno, Helder Prado e Euclídia Maria Fioravante. Já a segunda contará com a presença do presidente da Câmara, Gilmar Rotta (MDB), do promotor de Justiça Luiz Sérgio Hulle Catani e da professora doutora Valéria Rueda Elias Spers.

Uma caminhada pela inclusão marcará o encerramento da Semana, na sexta-feira, com concentração às 9h em frente ao Mercado Municipal e solenidade às 10h no coreto da praça José Bonifácio. Uma "árvore dos sonhos", formada por papéis afixados, receberá os desejos manifestados pelas pessoas com deficiência, os quais depois serão revelados em uma postagem em rede social. "Sonhamos com olhares mais positivos, com mais acessibilidade, com mais inclusão, com equiparação de oportunidades", sintetizou Barbosa.

A Semana, como reiterou o presidente do Comdef, busca "despertar a sociedade e o Poder Público para a promoção da acessibilidade". "Qualquer gestor hoje, numa cidade com 75 mil pessoas com deficiência e mais de 52% de idosos, não tem outra alternativa senão fazer obras de mobilidade e acessibilidade, porque também temos o direito de ir e vir."

"É preciso intensificar a inclusão social das pessoas com deficiência, que querem trabalhar, ir e vir, consumir, pois têm o direito de receber o que lhes é de dever", continuou Barbosa, que também falou sobre a busca por emprego. "Temos que sensibilizar a população para as potencialidades da pessoa com deficiência. Ninguém é coitadinho, não duvidem da capacidade da pessoa com deficiência."

Gilmar Rotta destacou o programa "Câmara Inclusiva" como uma as iniciativas para ampliar a acessibilidade do Legislativo piracicabano. "A Casa está de portas abertas. Estamos passando por um processo de inclusão iniciado no ano passado e que estou fortemente avançando, com o apoio irrestrito dos outros 22 vereadores, trazendo entidades que trabalham com pessoas com deficiência para dentro da Câmara, as quais vão entregar relatório à presidência falando o que precisa ser feito."

André Bandeira ratificou o papel do Legislativo. "Com a somatória dos nossos esforços quem ganha é Piracicaba."

A vereadora Nancy Thame (PSDB) informou que as contribuições trazidas pelo Comdef para a atualização da Lei Orgânica do Município, objeto de Comissão de Estudos na Câmara, "foram acolhidas".

O vereador Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), lembrou que uma das causas levadas adiante por seu mandato é obrigar prédios residenciais a terem elevador. "Todas as pessoas sabem da dificuldade de morar num edifício de quatro andares sem elevador. Esse tipo de construção temos que erradicar de Piracicaba e temos condições de fazer isso. Que todos tenham dignidade com acessibilidade", defendeu.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Câmara InclusivaAndré Bandeira

Notícias relacionadas