PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE DEZEMBRO DE 2018

Avistar é apresentada na última exibição da série de entrevistas


Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar, contou sobre as dificuldades que os deficientes visuais encontram e a importância da tecnologia para a inclusão



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Thaís Passos (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar
Foto: Thaís Passos Salvar imagem em alta resolução

Bate-papo aconteceu com o vereador André bandeira e Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar



“80% do mundo conhecemos pela visão”, disse Andrea Cancelieri, coordenadora da Avistar (Associação de Atendimento à Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba), que participou da última exibição da série de entrevistas realizada pelo Fórum Permanente da Pessoa com Deficiência, na manhã desta quinta-feira (6). Apresentado pelo vereador André Bandeira (PSDB), o bate-papo trouxe informações sobre essa realidade e o trabalho da entidade.

A coordenadora apresentou os trabalhos realizados pela Avistar, englobando pessoas totalmente sem a visão ou com a baixa visão, além de atender mais pessoas com a faixa etária dos 50 anos adiante e adultos entre 25 e 30 anos, que geralmente perdem a visão em consequência do diabetes.

“Só prestamos atenção na deficiência quando acontece na nossa casa”, disse Andrea, ao contar sobre a reação e a preocupação das famílias, a importância da continuidade do trabalho nas escolas e em casa. Ela esclareceu que as crianças têm um acompanhamento nas escolas e os adultos que estão dentro do mercado de trabalho são acompanhados pela entidade em empresas para saberem se todos os cuidados estão sendo tomados.

Como a entidade atende apenas 51 usuários, Andrea ressaltou que a questão da individualidade é importante.

As adaptações de pessoas que já nascem sem a visão e das que adquirem a perda da visão no decorrer da vida são diferentes. “As crianças que nascem assim se adaptam melhor, mas elas não possuem a imagem visual, e devemos ensiná-las a ter essa imagem”, explicou Andrea.

Foram abordadas as dificuldades que os deficientes encontram na cidade, como atravessar uma avenida, e a utilização dos transportes públicos. A forma como o a escrita em braille está ficando em desuso, pois “os adultos que tiveram a perda da visão sentem mais dificuldade e preferem o áudio livro, mas para as crianças insistimos nisso”.

Durante a conversa, o vereador André Bandeira disse sobre como “é fundamental o desenvolvimento da tecnologia para a inclusão dessas pessoas”.

A coordenadora também comentou que a Avistar está aberta para visitas, e que pessoas físicas e jurídicas podem fazer doações do 1% do imposto de renda, através do Fumdeca (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), para ajudar na realização de projetos feitos pela entidade.

O bate-papo foi transmitido ao vivo pela TV Câmara, nos canais 60.4 da TV digital, 8 da NET e 9 da Vivo Fibra e toda a série de entrevistas ficará disponível nos perfis da Câmara no Facebook e YouTube. 



Texto:  Fernanda Rizzi
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: Fórum Pessoa com DeficiênciaAndré Bandeira

Notícias relacionadas