PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE MARÇO DE 2018

Presidente do Sindicato de Alimentação comenta demissões na Mondelez


Fânio Luis Gomes ocupou a tribuna popular da Câmara na 9ª reunião ordinária



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Impacto na perda de 800 empregos diretos e indiretos foi comentado por líder sindical




O anúncio de que a multinacional Mondelez fechará as portas na cidade pautou o pronunciamento do presidente do Sindicato de Alimentação de Piracicaba, Fânio Luis Gomes, na tribuna popular da Câmara, nesta segunda-feira (5), na 9ª reunião ordinária.

Segundo Fânio, o fechamento da unidade piracicabana acarretará em mais de 800 demissões na cidade, se somados também os prestadores de serviço, além de aproximadamente 1 mil pessoas em Bauru. "Infelizmente, é o modelo que se apresenta hoje, o capital não tem fronteira. Aonde dá mais lucro, o capital leva o seu dinheiro, não importa quem está sendo prejudicado, se vai piorar ou não a situação de uma cidade ou de um país", lamentou ele.

O líder sindical disse que a empresa fechará, no mundo, mais de 100 empresas. "Em Piracicaba, a planta é só de biscoito. De Bauru, só produz balas. No Paraná e em Pernambuco, são plantas pensadas para fabricar biscoitos, balas, sucos, todas as linhas que a empresa produz. Então, para a gente, está sendo muito difícil, devido à rapidez do que está sendo anunciado", completou ele.

Após o anúncio das demissões, as forças sindicais estão tentando negociar um pacote de benefícios aos trabalhadores. Ele citou ainda a tentativa de reverter a decisão ou de adiar a decisão para o final de setembro, data precisa para o encerramento de todas as atividades em Piracicaba. "Conseguimos nos reunir com o Governo do Estado de São Paulo, município e Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo. A tentativa é por diminuir o custo de produção. O trabalhador é o que é menos pensado."

Também se posicionaram sobre o assunto os vereadores Laércio Trevisan Jr. (PR), Isac Alves de Souza (PTB), Carlos Gomes da Silva, o Capitão Gomes (PP) e Nancy Thame (PSDB), além do presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB).



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas