PIRACICABA, SÁBADO, 21 DE SETEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

04 DE JUNHO DE 2019

Motorista de van escolar apresenta reivindicações na tribuna popular


Gabriela Aparecida Calixto ocupou o espaço durante a 33ª reunião ordinária, na noite desta segunda-feira (3)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Gabriela Calixto ocupou a tribuna popular na segunda-feira (3)






Gabriela Aparecida Calixto ocupou a tribuna popular da Câmara de Vereadores de Piracicaba durante a 33ª reunião ordinária, na noite desta segunda-feira (3), para apresentar reivindicações de motoristas de vans escolares, as quais deverão ser encaminhadas à Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes). 

“Tivemos reunião no dia 23 de maio com os vereadores, os quais prometeram levar o endosso da categoria ao secretário de Transporte, Jorge Akira”, disse. 

De acordo com Gabriela, existe uma “superlotação de vans” na cidade. São 230 veículos autorizados a cobrir uma demanda de 10 mil alunos. “Este aumento está afetando a todos, que temos parcela de van, paga combustível, enfim, o custo para manter a van é muito alto”, disse, ao pedir o fechamento dos cadastros de van. “Essa é a nossa primeira reivindicação”, acrescentou.

Também solicitam a definição de espaço para embarque e desembarque nas unidades de ensino. Ela citou o caso da Escola Estadual Honorato Faustino, no bairro São Dimas, onde há entradas separadas para as vans, o que facilita o trabalho. Por outro lado, ela lembrou da Escola Mello Ayres, na mesma região, em que os motoristas precisam esperar 10 minutos para conseguirem pegar os estudantes. “Paramos na frente da escola e ligamos o pisca-alerta”, disse. 

O movimento dos motoristas de van pede, ainda, permissão para andar com a van reserva. “Se minha van quebra 5h30 da manhã, como vou comunicar a Semuttran”, disse. Neste caso, a solicitação é em torno da criação de cartão que possa facilitar em caso da necessidade de trocar de van por problema técnico. 

Outra solicitação é a possibilidade substituir motorista, em caso de doença ou algum acidente que impeça o titular da van trabalhar. “Hoje a gente tem bastante amigo que parou de trabalhar, mas são habilitados, então a gente pede que estes possam nos substituir em alguma necessidade”, disse. 

Por fim, Gabriela enfatizou a necessidade da Prefeitura de Piracicaba melhorar a fiscalização das vans irregulares. “Temos uma faixa de 80 a 100 vans na cidade que são irregulares”, disse.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara
Edição de TV:  Comunicação


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas