PIRACICABA, DOMINGO, 19 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

04 DE MAIO DE 2018

Milton Costa destaca Dia Mundial em memória às vítimas do trabalho


O sindicalista ocupou a Tribuna da Câmara, na reunião ordinária de ontem (3)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Milton Costa destaca dia mundial em memória às vítimas do trabalho




O presidente do Sinticompi (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção do Setor Mobiliário), Milton Costa, que também é vice-presidente do Conespi (Conselho Municipal das Entidades Sindicais de Piracicaba) ocupou a Tribuna Popular, da Câmara de Vereadores de Piracicaba, na 24ª reunião ordinária de ontem (3) quando abordou a temática sobre o Dia Mundial em memória às vítimas de acidentes de trabalho, lembrado em 28 de abril.

"Quase todo acidente é provocado, não desejado. Gostaria de parabenizar todos os trabalhadores, quando se comemora o 1º de Maio, Dia do Trabalhador. Dados do Cerest (Centro de Referência do Trabalhador), apresentado na reunião da Cist (Comissão Inter-setorial do Trabalhador), entre 2003 e 2017 apontam que 45.147 casos de acidentes de trabalho ocorreram na cidade. Deste total, 12 mil trabalhadoras do sexo feminino, 27% dos acidentes", destacou o sindicalista, na apresentação de dados apresentados no Sinticompi, quando foram discutidas ações e políticas voltadas a prevenir os acidentes de trabalho no município.

"De acordo com as nossas discussões, há que se fazer o alerta das necessidades de políticas de conscientização das mulheres e políticas públicas de prevenção à Secretaria de Saúde, visando o processo de conscientização", disse o sindicalista, que também enfatizou o envolvimento com o Cerest, Ministério do Trabalho e Emprego.

Milton Costa também falou de dados técnicos apresentados por Alessandro, em que ele fatia os acidentes, com destaque a 105 casos de morte, além de detalhar dados sobre os acidentes. Costa também citou o caso de ar condicionados, onde algumas instalações tem utilizado o gás de gozinha.

Costa concluiu sua fala fazendo um apelo à Câmara, relatando que o Cerest está com dificuldade para atender, onde foram desligados seis funcionários, com a promessa de fazer a reposição, sendo que com estes índices altos em relação aos acidentes, se não tivemos o aparelhamento do Cerest teremos ainda mais dificuldades para fazer os projetos de prevenção aos acidentes relacionados ao trabalho. "Nos ajude a fazer a readequação do Cerest o mais rápido possível", rogou. 



Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Martim Vieira - MTB 21.939
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas