PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE NOVEMBRO DE 2018

Escola do Legislativo é finalista do Prêmio Paulista de Boas Práticas


Iniciativa da Câmara de Vereadores de Piracicaba concorrerá com outros dois projetos pelo prêmio em 'Educação para Cidadania'. Vencedores serão conhecidos no dia 22.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Sala no térreo do prédio anexo da Câmara é um dos espaços que recebem as atividades da Escola



A Escola do Legislativo, da Câmara de Vereadores de Piracicaba, é uma das finalistas do Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas, que reconhece iniciativas, colocadas em prática no Estado, capazes de impactar positivamente a realidade dos municípios a partir dos parlamentos locais. Os vencedores serão conhecidos em cerimônia em São Paulo (SP), no próximo dia 22.

A Escola do Legislativo piracicabana concorre com outros dois projetos, um de Campinas e outro de Guarujá, dentro da subcategoria Educação para Cidadania, uma das duas que compõem a categoria Democracia e Cidadania. O Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas contempla as melhores iniciativas em quatro categorias ––as outras três são Gestão Legislativa, Inovação e Excelência.

Um júri formado por advogados, cientistas políticos e gestores públicos indicou os finalistas ao prêmio, que tem como realizadores o Movimento Voto Consciente, a OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional São Paulo), a Apel (Associação Paulista de Escolas do Legislativo e Contas) e o Lab.Gov (Laboratório de Gestão Governamental da Universidade de São Paulo).

A subcategoria em que a Escola do Legislativo concorre valoriza iniciativas que tenham como foco o aprimoramento da relação do cidadão com o Poder Público por meio de maior participação social e adensamento dos princípios de transparência, fiscalização do Legislativo, incentivo à educação política e valorização da democracia.

A indicação ao prêmio estadual coincide com o momento em que a Escola do Legislativo alcança marcas expressivas. Desde 3 de abril de 2017, quando o projeto teve início, 4.274 pessoas participaram de alguma das 187 atividades gratuitas já oferecidas, entre cursos, palestras, seminários e oficinas. O conteúdo é dado por um corpo docente formado por 50 voluntários, graças a termos de cooperação firmados pela Câmara com instituições.

A Casa conta com duas salas multimídia, no prédio anexo, específicas para as atividades: uma no térreo e outra no quarto andar. Desde outubro, os eventos realizados no espaço do térreo são transmitidos pela TV Câmara, podendo ser acompanhados também pela internet. O site escola.camarapiracicaba.sp.gov.br traz a relação de cursos, palestras e oficinas com inscrições abertas.

PARTICIPAÇÃO - Diretora da Escola do Legislativo, a vereadora Nancy Thame (PSDB) afirma ter "orgulho enorme" do projeto desenvolvido pela Câmara. Ela ressalta o diferencial da iniciativa colocada em prática em Piracicaba em relação a outras semelhantes no país: a abertura para a participação da população, uma vez que o texto constitucional originalmente prevê que as escolas do Legislativo tenham foco interno, restrito à qualificação do corpo de servidores.

Assim, na avaliação de Nancy, o olhar voltado à população, combinado com a disposição de voluntários em compartilhar conhecimento, colabora para o "fortalecimento da cidadania". "Essa energia toda está no município e vem forte para ajudar a transformar o momento que vivemos, de tanta desavença. Temos aqui um lugar de diálogo, não interessa o partido", comenta.

Para o presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB), a indicação da Escola do Legislativo como uma das finalistas do Prêmio Paulista de Boas Práticas Legislativas é "gratificante" e reforça o compromisso da atual Mesa Diretora de aproximar o parlamento piracicabano "cada vez mais da população, de maneira transparente e aberta".

"O excelente trabalho realizado pela 'Escola', sob a direção de Nancy, tem feito com que a Casa seja reconhecida pelas oportunidades oferecidas à população, parlamentares e servidores, pela proximidade e abertura com a comunidade e pela busca incessante de tornar a Câmara um ambiente cada vez mais integrado e participativo", completa Matheus Erler.

Nancy observa que a Escola do Legislativo soma-se a outros projetos para estimular a presença da população no dia a dia da Câmara. "A 'Escola' está dinâmica. Vemos o quanto os servidores da Casa abraçam essa ideia", diz a vereadora, que, no próximo dia 21, defenderá a importância do projeto como espaço de promoção da cidadania em seu trabalho de conclusão de curso para a obtenção do título de especialista em Educação Ambiental e Transição para Sociedades Sustentáveis, pela Esalq-USP (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", da Universidade de São Paulo).



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Escola do LegislativoMatheus ErlerNancy Thame

Notícias relacionadas