PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE OUTUBRO DE 2018

'Conheça o Legislativo' recebe alunos do Colégio Piracicabano


Visita ocorreu na manhã desta segunda-feira, a convite do Departamento de Documentação e Transparência da Câmara.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Felipe Pasqualino, estagiário do Departamento de Documentação e Transparência

Felipe Pasqualino, estagiário do Departamento de Documentação e Transparência
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Alunos do Colégio Piracicabano participaram do programa "Conheça o Legislativo"



Nesta segunda-feira (8), o programa "Conheça o Legislativo" recebeu, no salão nobre, alunos do 9º ano do Colégio Piracicabano. O convite foi feito pelo Departamento de Documentação e Transparência com o intuito de mostrar a história de quase 200 anos da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O estagiário e estudante de história Felipe Pasqualino abordou a trajetória das Câmaras Municipais no Brasil e a origem delas a partir dos "concelhos" (palavra derivada de 'concílio').

Ele explicou que Piracicaba passou a ter Câmara em 1822, quando ainda levava o nome de Vila Nova da Constituição: foi instalada em 11 de agosto, na atual praça José Bonifácio, onde na época havia pelourinho para castigar aqueles que cometiam crimes.

Segundo Felipe, a cidade tinha uma população de 2.200 habitantes, com apenas 354 eleitores, pois só podiam votar homens adultos sem deficiência física, que fossem brancos, com residência fixa e sem passado criminoso. Não votavam negros, trabalhadores braçais, estrangeiros, judeus e mulheres. Naquele tempo, o presidente da Câmara era João José da Silva, e os vereadores, Xisto Quadro Aranha, Garcia Rodrigues Bueno e Miguel Antônio Gonçalves.

Felipe destacou a trajetória de Prudente de Moraes Barros, figura política importante em Piracicaba, que foi o vereador mais votado em 1864, presidente da Câmara e prefeito de 1865 a 1868, deputado providencial em 1868, primeiro governador do Estado de São Paulo de 1889 a 1890, senador de São Paulo em 1891 e o primeiro presidente civil do Brasil, de 1894 a 1898.

Bruno Didoné de Oliveira, também do Departamento de Documentação e Transparência, baseou-se no livro "O Espirito das Leis", do francês Charles Louis Montesquieu, para abordar os três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário), suas funções e como atuam nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Bruno apresentou aos alunos situações do cotidiano em que leis estão envolvidas e esclareceu os papéis desempenhados por um vereador, que deve legislar, fiscalizar, assessorar e fortalecer a democracia.

Os estudantes fizeram a simulação de uma reunião camarária, debatendo um projeto de lei fictício sobre a proibição do uso de celulares em sala de aula.

A aluna Lísia Sartori posicionou-se a favor do projeto, dizendo acreditar que "o aluno ficará distraído e não prestará atenção na aula. O professor pode disponibilizar os conteúdos dados em aula por meio de livros ou tabletes separados". Já a aluna Kemilly Ferreira, contrária, afirmou que "o celular é bom para realizar pesquisas e, se algum aluno estiver passando mal, poderia mandar mensagem para um responsável sem precisar perder a explicação do professor".

O projeto foi rejeitado pelos alunos, com 9 votos a favor e 11 contrários.

O professor Rafael Stuart afirmou que gostou do acolhimento de todos. "A Câmara tem de ser acessível, ainda mais nessa fase de aprendizagem. É necessário começar a conhecer o Poder Legislativo."

Os alunos também puderam conhecer o plenário "Francisco Antonio Coelho", onde são realizadas as sessões camarárias todas as segundas e quintas-feiras, às 19h30.



Texto:  Fernanda Rizzi
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: Escola do Legislativo

Notícias relacionadas