PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 24 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

09 DE NOVEMBRO DE 2017

Com Sindicato, Câmara amplia debate sobre Plano de Carreira


Em nova reunião para discutir PLC, vereadores ressaltaram a necessidade de diálogo com a categoria e todos os envolvidos na construção do plano



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Para ampliar o debate sobre o projeto de lei complementar 17/2017, que dispõe sobre o plano de carreira, salários e vencimentos dos profissionais do magistério público da cidade, os vereadores se reuniram, quinta-feira (9), com representantes do Sindicato dos Trabalhadores Municipais. 

O encontro encerrou a segunda semana de encontros e contou com a presença de sete parlamentares, além do presidente da Casa, Matheus Erler. Vereadores ressaltaram a necessidade de diálogo com a categoria e os envolvidos na construção do plano. 

De autoria do Executivo, o projeto é uma das metas do Plano Nacional de Educação, definido pela Lei Federal 13.005/2014, que orienta e aprimora políticas públicas. Para o presidente da entidade sindical, José Valdir Sgringneiro, o plano é necessário, porém há pontos que precisam ser discutidos. “O sindicato não vai aceitar, por exemplo, o fim da gratificação no final do ano, você não valoriza um profissional diminuindo seu salário”, comentou. 

Com mais de três mil professores na rede municipal de educação, a categoria é representada pelo Sindicato dos Municipais. Segundo o diretor de Educação da entidade, Fausto Rocha, desde o início da construção do plano, em 2014, o Executivo deu liberdade de discussão. 

“Nós ajudamos na construção da comissão responsável pela criação do projeto e fizemos isso de forma representativa e democrática, porém alguns pontos precisam ser conversados e estamos abertos para o diálogo”, comentou. 

“Urgência consciente”. Para a vereadora Nancy Thame (PSDB), é assim que o Legislativo precisa trabalhar com o PLC. A parlamentar, que atuou como docente por 10 anos, acredita que este momento é transformador. “Primeiro precisamos ter a consciência do que é o plano, quais os critérios dos pontos, depois precisamos definir os pontos polêmicos. O terceiro passo é termos reuniões representativas e entendermos as vozes que precisamos ouvir”, comentou. 

Além das reuniões com as representações, o vereador Isac Souza (PTB) sugeriu apresentação do plano aos vereadores. “Quando se trata de projeto desta magnitude, o Executivo deveria apresentar aos parlamentares. Como não foi feito no início da construção, sugiro que façamos agora, ampliando aos professores das escolas municipais”, disse.

Na próxima quinta-feira (16), os vereadores se reúnem com a secretária de Educação, Angela Jorge Corrêa. 

Para o presidente da Casa, Matheus Erler, a Câmara está cada vez mais ocupada pela população piracicabana. “É muito bacana ver a contribuição dos cidadãos em projetos tão importantes. Quando falamos de educação, estamos definindo o futuro e o desenvolvimento de Piracicaba. Queremos cada vez mais ampliar o diálogo e transformar o Legislativo em Casa aberta”, disse. 



Texto:  Assessoria parlamentar
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337


Tópicos: LegislativoAndré BandeiraAry Pedroso JrCarlos Gomes da SilvaDirceu AlvesJosé LongattoLaércio Trevisan JrPaulo HenriqueRonaldo MoschiniGilmar RottaMatheus ErlerPaulo CamposPedro KawaiPaulo SerraRerlison RezendeIsac SouzaJonson OliveiraAdriana NunesLair BragaNancy ThameMarcos AbdalaOsvaldo SchiavolinAldisa MarquesWagner OliveiraAntonio Padovan

Notícias relacionadas