PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE NOVEMBRO DE 2018

Coletivo feminino conquista sede no Cecap após apoio de Gilmar Rotta


Cessão de imóvel pelo período de dois anos ocorreu a partir de intervenção do parlamentar



EM PIRACICABA (SP)  

Vereador Gilmar Rotta, durante visita à sede da entidade

Vereador Gilmar Rotta, durante visita à sede da entidade

Vereador Gilmar Rotta, durante visita à sede da entidade

Vereador Gilmar Rotta, durante visita à sede da entidade

Intenção da prefeitura era demolir o prédio

Intenção da prefeitura era demolir o prédio

Assinatura para cessão do imóvel ocorreu no final de outubro

Assinatura para cessão do imóvel ocorreu no final de outubro

Assinatura para cessão do imóvel ocorreu no final de outubro

Assinatura para cessão do imóvel ocorreu no final de outubro

Aulas de artesanato e crochê estão entre as atividades oferecidas

Aulas de artesanato e crochê estão entre as atividades oferecidas

Comunidade aprendeu a fazer plantio de plantas medicinais

Comunidade aprendeu a fazer plantio de plantas medicinais

Crianças e adultos participam de oficinas de desenho e pintura

Crianças e adultos participam de oficinas de desenho e pintura
Salvar imagem em alta resolução

Vereador Gilmar Rotta, durante visita à sede da entidade



Pelo período de dois anos, o grupo Mulheres que Fazem a Diferença Fazendo poderá desenvolver suas atividades em um imóvel pertencente à Secretaria Municipal de Saúde. A área fica na rua Nelson Gobeth de Camargo, s/nº, no bairro Cecap I, ao lado da pista de skate, e foi conquistada graças ao apoio direto do vereador Gilmar Rotta (MDB). A assinatura que oficializou a cessão do espaço ocorreu no final de outubro, entre as cinco integrantes da diretoria, o prefeito Barjas Negri (PSDB) e o secretário Pedro Mello. O parlamentar também esteve no Centro Cívico para acompanhar a conquista.

Oficialmente, cinco mulheres integram a diretoria, que contempla aproximadamente 30 mulheres e 20 crianças de toda a região. “Quando passamos a fazer parte da Comissão Local de Saúde do bairro Eldorado 1, notamos que muitos idosos permaneciam ociosos, alguns em depressão. Pensamos no que ajudar. O grupo nasceu pequeno, com aulas de artesanato, palestras e chás da tarde, e recursos arrecadados por meio de bingos”, explica Sônia Maria Vieira da Silva Prudente, secretária da entidade.

Por alguns anos, as ações eram desenvolvidas em uma sala emprestada, no Crab (Centro de Referência em Atenção Básica) do Cecap. Até que as mulheres foram informadas que a prefeitura pretendia demolir um imóvel da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo Valéria Capis, presidente do Mulheres Fazendo a Diferença Fazendo, o vereador Gilmar Rotta já havia sido fundamental para a Comissão Local de Saúde do Eldorado. Em 2013, ele conquistou emenda parlamentar para a construção da USF (Unidade Saúde da Família) naquele bairro. “Em 2016, ao estruturarmos a entidade no Crab Cecap, fomos ao prefeito e fizemos a solicitação para uso do imóvel da Secretaria de Saúde. E foi com o apoio do vereador, que sabia do nosso trabalho, que conseguimos caminhar para a conquista do espaço”, comenta a presidente. Ela lembra que após o término do período de cessão do prédio, o grupo poderá renovar com a prefeitura a autorização.

Sônia destaca a colaboração do gabinete do parlamentar. “Sempre esteve ao nosso lado”, diz. “Tudo começou há mais ou menos oito anos. Caminhamos lentamente e nosso trabalho foi o de cativar a população”, relata. “É uma forma também de tirarmos as crianças das ruas. Algumas atividades, como artesanato e desenho, são crianças e adultos juntos, um respeitando o espaço do outro”, completa.

Além de Valéria e Sônia, integram a diretoria da entidade a vice-presidente Maria Aparecida Barbosa, a tesoureira Doris Margiota, a segunda tesoureira Juliana Oliveira e a conselheira fiscal Andrea Piovesan. O grupo Mulheres Fazem a Diferença Fazendo já possui um regimento e trabalhará para se regulamentar como entidade sem fins lucrativos. A conquista de um CNPJ possibilitará a obtenção de incentivos fiscais e outros benefícios. A primeira reunião com registro em ata ocorreu em 13 de setembro de 2016.

AÇÕES – Nas tardes das terças-feiras acontecem aulas de artesanato e crochê. Nas quintas-feiras são ministradas oficinas de tear, de manhã, enquanto o período da tarde é destinado para as aulas de desenho e pintura, com o artista plástico Tarciso Lorena, disponibilizadas pelo programa Movimentação Cultural, da Semactur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo).

Além disso, professores e alunos da Faculdade de Educação Física da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) promovem avaliação corporal, às quartas-feiras, para o público da terceira idade, e às sextas-feiras, para os interessados abaixo dos 60 anos. Ações como Tarde da Beleza e Caminhada Rosa (alusiva ao Outubro Rosa, no mês de prevenção do câncer de mama) figuram entre as atividades recentes. Graças a voluntários, são promovidos atendimentos agendados de assistência social e direito previdenciário.

A entidade firmou parceria com o projeto Piracicaba Trabalha Assim, da Secretaria de Governo, para que a comunidade possa conhecer os investimentos sociais no município. Valéria explica que ocorreram visitas nas unidades de tratamento de água e esgoto, por exemplo, como forma de conscientização sobre uso racional da água. Pelo projeto ocorreram também visitas à planta piracicabana da Hyundai.

Com o apoio da vereadora Nancy Thame (PSDB) e da Secretaria de Saúde, a entidade incentiva a comunidade a trabalhar com o plantio de plantas medicinais em um terreno no Crab Cecap, por meio do Grupo de Trabalho Horto Medicinal Pau d’Arco, composto por equipe multidisciplinar de botânico, arquiteta, agrônomos, farmacêuticos e médicos.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: CidadaniaGilmar Rotta

Notícias relacionadas