PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO DE 2019 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE FEVEREIRO DE 2019

Câmara indica representantes para atuarem no Comder


Silvia Morales, titular, e Paulo Morais Jr., o Jubão, suplente, representarão o Legislativo no Conselho de Desenvolvimento Rural



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Silvia Morales atua no Fórum de Gestão e Planejamento Territorial Sustentável



A Câmara de Vereadores de Piracicaba indicou representantes para o Comder (Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural) durante a 2ª reunião ordinária, na noite desta quinta-feira (7). Silvia Morales, do gabinete de Nancy Thame (PSDB), será titular, e Paulo Moraes Jr., o Jubão, do gabinete de Laércio Trevisan Jr. (PR), será o suplente.

“Neste conselho a gente analisa todas as questões que envolvem a Zona Rural, desde os loteamentos irregulares, as condições das estradas, o PSA (Programa por Pagamento de Serviços Ambientais, entre outros”, cita Silvia Morales, engenheira civil com especialização e mestrado em Urbanismo. Assessora da vereadora Nancy Thame, ela atua no Fórum Permanente de Gestão e Planejamento Territorial Sustentável da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

Instituído pela lei 6.957, de 2010, o Comder tem a atribuição de elaborar o Plano Diretor de Desenvolvimento Rural, que serve de subsídio para que o Executivo ordene as políticas públicas do setor, acompanhando e fiscalizando a execução das diretrizes. O colegiado também estimula a participação comunitária no planejamento e execução de programas.

O Comder é formado por representantes da Câmara, da Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento); da Semdes (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social); da CATI (Escritório de Desenvolvimento Rural de Piracicaba da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo); do Sindicato Rural de Piracicaba e Região; do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Piracicaba e Saltinho; da Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo); da Afocapi (Associação dos Fornecedores de Cana do Estado de São Paulo); da Coplac (Cooperativa dos Produtores de leite de Piracicaba e Região); da Agrofapi (Associação dos Produtores Orgânicos e Familiares de Piracicaba); da Arca (Associação de Agricultura Familiar); da Acopi (Associação de Caprino-ovinocultores da Região de Piracicaba; da Florespi (Associação de Recuperação Florestal da Bacia do Rio Piracicaba); do EDA (Escritório de Defesa Agropecuário da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo; do IBGE; da Esalq/USP; do Ceasa Piracicaba; do Cena/USP; da Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, Polo Regional Centro-Sul; cinco de grupos de produtores rurais, legalmente constituídos no Município; e dois de instituições não-governamentais que trabalhem com propósitos de desenvolvimento rural sustentável ou conservação dos recursos naturais.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas