PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

25 DE JANEIRO DE 2018

Ponto de ônibus na Vila Rezende incomoda comerciante


A parada do transporte público impede clientes de estacionarem no local.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Lucas do Nascimento Machado (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus
Foto: Lucas do Nascimento Machado (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus
Foto: Lucas do Nascimento Machado (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus
Foto: Lucas do Nascimento Machado (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus
Foto: Lucas do Nascimento Machado Salvar imagem em alta resolução

Proprietária do estabelecimento pediu apoio a Kawai para retirada do ponto de ônibus


Em maio do ano passado, a casa situada no cruzamento da rua Barão de Valença com a avenida Américo Brasiliense, na Vila Rezende, começou a passar por reformas para ser transformada em centro comercial. Com as obras próximas ao fim, a proprietária do estabelecimento, Darlene Salvoto, mostrou-se preocupada com o ponto de ônibus instalado em frente ao local, que impede clientes de estacionarem perto dali.

Ela relatou que já entrou em contato com a Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes). A pasta, a princípio, diminuirá o tamanho da baia para a parada da linha 229 (Vila Rezende-TPI). "O problema é que meus clientes ficarão sem vagas para estacionar, visto que do outro lado tem o ponto dos taxistas e as vagas próximas ao hospital estão sempre ocupadas", falou. Outra proposta de Darlene é diminuir o número de vagas reservadas aos taxistas, transformando-as em de uso geral.

Taxista com ponto no mesmo endereço, Roberto Moreno contou que outros motoristas sempre param nas seis vagas exclusivas para eles ––número que hoje já é insuficiente, pois o ponto é usado por sete taxistas.

O vereador Pedro Kawai (PSDB) esteve no bairro, nesta quinta-feira (25), e informou que entrará em contato com a Semuttran para mudar a localização da parada do ônibus, que poderá ser movida para mais próximo das escolas e do Hospital dos Fornecedores de Cana.



Texto:  Lucas Lima
Supervisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: Trânsito e TransportesPedro Kawai

Notícias relacionadas