PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

10 DE OUTUBRO DE 2017

Paulo Campos faz relato de atividades e reforça críticas à saúde


O corte de um médico nos prontos socorros, a periculosidade dos Guardas Civis Municipais e encaminhamentos da população ganhou destaque na fala do parlamentar



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Paulo Campos faz relato de atividades e reforça críticas à saúde




A retirada de um médico nos plantões noturnos dos prontos socorros de Piracicaba ganhou destaque na fala do vereador Paulo Campos (PSD), por 10 minutos, no uso da tribuna, na 58ª reunião ordinária de ontem (9). Campos reafirmou suas convicções de que não houve readequação e sim retirada de um profissional, de 1 às 7 horas da manhã, sendo que quem sofre com isso é a população. "Faço um apelo ao secretário de saúde e ao prefeito para que reflitam sobre isso, pois a saúde não vai nada bem", disse o parlamentar, que também reconheceu que o município tem receita alta, na ordem de R$ 1,6 bilhão.

Paulo Campos também mencionou a visita que o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) fará na cidade, nesta terça-feira, em visita à Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), ocasião em que os demais vereadores de Piracicaba poderiam reforçar os pedidos em favor da saúde local, a exemplo da conclusão das obras do Hospital Regional.

No relato de atividades, Campos falou de visita que fez aos moradores do bairro Vila Cristina, no acolhimento de reivindicações que foram enviadas ao Executivo, por intermédio de indicações.  Além de comentar sobre evento, "Manhã do pastel", na Escola Francisco Mariano da Costa, no bairro Novo Horizonte, que teve o objetivo de arrecadar valores para serem investidos na própria unidade escolar, para suprir melhorias que o governo do estado não faz.

Paulo Campos ainda mencionou acontecimentos envolvendo guardas civis municipais, com tiros disparados por bandidos que explodiram e atacaram um carro forte. Campos lembrou de discussões que passaram pela Câmara visando um adicional aos guardas civis, na ordem de 30%, a título de periculosidade, dado ao trabalho perigoso que estes profissionais exercem para defender a sociedade.

Campos também relatou sobre visita aos moradores do Jardim Paineiras, em pontos críticos que ainda penalizam a comunidade, decorrentes de trabalhos da empresa Águas do Mirante, em locais que requerem o serviço de tapa-buracos. E, concluiu sua fala enaltecendo o prefeito Barjas Negri (PSDB), em doação da Caixa Econômica Federal, de prédio infantil, que já no ano que vem abrigará 200 crianças, que terão a oportunidade de estudar, contemplando demandas dos moradores da região de Santa Teresinha, nos loteamentos Ipês Roxo e Amarelo.

O líder de governo na Câmara, José Aparecido Longatto (PSDB) solicitou Pela Ordem, após a fala de Paulo Campos para reiterar que embora a cidade tenha uma projeção de arrecadação superior a R$ 1 bilhão, sendo que o setor de saúde ainda requer recursos não repassados do governo federal e, que Piracicaba aplica em dobro, os 15% que constitucionalmente deveriam ser aplicados em saúde.

O vereador Laércio Trevisan Jr. (PR) se solidarizou com o vereador Paulo Campos e, reitrou que a saúde não vai bem em Piracicaba, tendo como prova a falta de médicos em inúmeros postos de saúde, sendo que ainda não houve concurso público devido.  

 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoPaulo Campos

Notícias relacionadas