PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 21 DE NOVEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE NOVEMBRO DE 2019

Palestra aborda ferramenta Interlegis na integração dos Legislativos


O coordenador de planejamento de Relações Institucionais do Instituto Legislativo Brasileiro, do Senado Federal, Leonardo Gadelha expôs serviços



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Atividade ocorreu durante o 6ª encontro estadual das Escolas do Legislativo na manhã desta quarta-feira (8).



O coordenador de planejamento de Relações Institucionais do Interlegis, órgão do Senado Federal, Leonardo Gadelha, ministrou na manhã desta quarta-feira (8) a palestra “A atuação do Interlegis na modernização e Integração do Legislativo Brasileiro”, no salão nobre Helly de Campos Melges da Câmara, durante o durante o 6º encontro estadual das Escolas do Legislativo, promovido pela Apel (Associação Paulista de Escolas do Legislativo e Contas).

Gadelha explicou sobre a função do Interlegis como um programa que visa fortalecer o poder Legislativo, nas esferas nacional, estadual e municipal, por meio da modernização e integração das casas legislativas.

Ele citou as forças que mudarão a sociedade no século 22, entre elas a democracia, a tecnologia da informação, biotecnologia, a frustação de expectativa, a nova narrativa, a multiplicidade de eventos críticos e conflitos, a desburocratização e a regulamentação.
Segundo o coordenador, a tecnologia é o aspecto mais importante, já que o único que vem avançando rapidamente. Ele também acredita que daqui alguns anos a comunicação à distância poderá encontrar ainda mais facilidade.

Além disso, disse do aumento da longevidade e, que, em 2050 as pessoas passarão dos 80 anos de idade. O novo perfil de trabalho também será possível e em consequência da quarta revolução industrial: a tecnologia digital e a automação. O aumento das expectativas públicas nos países. “Apenas 40% das pessoas expressam confiança em seus governos nacionais”, disse ele.

Sobre as expectativas públicas, Leonardo Gadelha aponta que, com o surgimento de redes sociais, a vigilância também cresce. Ele esclareceu em como os movimentos sociais também fazem parte da vida dos cidadãos. “O líder desses movimentos é o algoritmo. O mecanismo entende que aquilo é importante para a população”, explicou ele. “Não há controle sobre os obstáculos. O algoritmo está cada vez mais frequente”, completou.

Para Gadelha o mercado de trabalho terá maior flexibilidade, novos arranjos trabalhistas, categorias que serão substituídas pela tecnologia, inflexão no tradicional modelo de carreira e dilemas éticos e econômicos.

“O parlamento é desvalorizado. As pessoas o enxergam como um patinho feio”, disse o palestrante. Segundo ele, os parlamentos terão novas demandas regulatórias, maior interatividade, mais agilidade e mais transparência", explicou.



Texto:  Fernanda Rizzi
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Escola do Legislativo

Notícias relacionadas