PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 24 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE NOVEMBRO DE 2017

Longatto defende prefeito e mostra que o município aplica 32% em saúde


"Se não tiver oposição fica fácil demais. A mão que afaga e a mesma que apedreja", alertou o parlamentar.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Longatto defende prefeito e mostra que o município aplica 32% em saúde




O líder de governo na Câmara, vereador José Aparecido Longatto (PSDB) arguiu o artigo 44, inciso 3ª, do Regimento Interno, por cinco minutos, destinados a líderes partidários, na 66ª reunião ordinária de ontem (13) para defender o orçamento da prefeitura, que tirando os repasses, conta com um bilhão e duzentos milhões de reais, para o ano de 2018, sendo que deste montante ainda é tirado uma parte para repasse à Câmara. "Se não tivesse as indústrias este país teria fechado as portas. IPI é o que mantem este país andando", destacou o parlamentar.

Longatto também considerou a área da saúde, sendo que o esperado para o custeio da máquina pública seria o repasse do governo federal na ordem de 72%, sendo que hoje este valor está na ordem de 42%. "Aos olhos da contabilidade o munícipio deveria gastar 15%, sendo que na realidade gasta 31,8%, sendo que ainda temos muitos problemas, a exemplo das dívidas com a Santa Casa e o Fornecedor de Cana", disse.

Longatto reiterou que as ações da prefeitura, como o corte de mato, colocação de cascalho estão sendo feitos, sendo que cada secretaria está fazendo a sua parte. "Não dá para mapear a realidade que está aí. Este prefeito que está lá eu tenho muito orgulho de defendê-lo aqui. O vereador tem que fiscalizar e mostrar o que está errado. Se não tiver oposição fica fácil demais. A mesma mão que hoje afaga é a mesma que apedreja", concluiu o parlamentar.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoJosé Longatto

Notícias relacionadas