PIRACICABA, SÁBADO, 21 DE SETEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

03 DE JULHO DE 2019

Especial Concurso: os responsáveis pelo setor de informática da Câmara


Concurso público, neste domingo, terá a disputa de vagas para os cargos de programador, administrador de rede e analista de sistemas.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O técnico em processamento de dados João Ricardo Viccino

O técnico em processamento de dados João Ricardo Viccino
Foto: Leandro Trajano (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O técnico em processamento de dados João Ricardo Viccino

O técnico em processamento de dados João Ricardo Viccino
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Segundo o analista de sistemas Adriano Albuquerque, demanda cresceu e há necessidade de mais profissionais na área de informática



Assim como toda empresa e organização, a Câmara de Vereadores de Piracicaba também necessita de profissionais especializados na área de informática que compreendam os sistemas que organizam a estrutura operacional. Os cargos de programador, administrador de rede e analista de sistemas serão disputados no concurso público que acontecerá no próximo domingo (7). Os locais das provas já foram divulgados.

Adriano Albuquerque da Silva é o único a ocupar o cargo de analista de sistemas da Câmara. Natural de São Paulo (SP), ele foi selecionado no concurso público realizado em 2006, sem ainda conhecer Piracicaba. Na época, abriram-se duas vagas para técnico de informática e uma para analista de sistemas, e foi para esta que ele tentou. "Havia 99 pessoas inscritas e eu fiquei em segundo lugar, porém o primeiro colocado não se interessou pela vaga, então eu entrei", relembra.

Adriano dedicou os últimos 20 anos de sua vida ao setor de informática. "Meu trabalho como analista de sistemas começou quando eu desenvolvi o site da Câmara para a versão mais recente", conta.

Ele recorda que, na época em que prestou o concurso, a prova era composta por 10 questões dissertativas. "Hoje as perguntas são objetivas, porém o candidato precisa ter conhecimento do mesmo jeito, porque, quando iniciar os trabalhos, terá que colocá-lo em prática. A demanda cresceu bastante, então precisamos de mais gente para trabalhar e setorizar os serviços para melhor atender a Casa", adverte.

Entre as funções do analista de sistemas estão a responsabilidade na compra de equipamentos e softwares utilizados pela Câmara em geral, estudar os objetivos do programa e analisar as especificações e instruções recebidas, verificando a natureza e fontes de dados que serão tratados. Além disso, o profissional também é responsável por esquematizar a forma e o fluxo do programa e converter fluxogramas em linguagem de máquina, utilizando formulário de codificação para possibilitar sua compilação.

Com o requisito de possuir ensino superior completo em tecnologia da informação, a vaga para analista de sistemas tem salário de R$ 5.815,75 e jornada de 40 horas semanais.

ADMINISTRADOR DE REDE – "O administrador de rede vai ser responsável por toda a infraestrutura de rede da Casa, tanto na parte dos servidores quanto de cabeamentos, comunicação de dados e backups, que são as áreas que envolvem a infraestrutura mais pesada da Casa", explicou o técnico em processamento de dados João Ricardo Viccino.

De acordo com ele, a missão do profissional será cuidar do futuro tecnológico da Câmara, avaliar as novidades que estão sendo lançadas no mercado e o que pode ser aproveitado dentro da Casa. "O administrador de rede tem a preocupação de buscar novas soluções para os diversos problemas que precisamos sanar diariamente, atendendo às necessidades de cada setor", acrescenta.

É a primeira vez que a Câmara promove concurso público para a contratação de um administrador de rede. De acordo com Viccino, a demanda por tecnologia aumentou fortemente nos últimos anos, por isso a necessidade da criação do cargo.

Com duas vagas abertas no concurso público, o cargo requer ensino superior completo em informática, computação, processamento de dados, análise de sistemas ou sistemas da informação. A carga é de 40 horas semanais e o salário é de R$ 5.815, 75.

PROGRAMADOR - "O programador irá desenvolver os sistemas através do analista de sistemas, decodificando para uma linguagem que seja compatível com as necessidades do setor", explicou Viccino sobre o cargo de programador.

Segundo ele, a intenção da Câmara, com a contratação de novos funcionários para o seu setor de informática, é passar a desenvolver seus próprios sistemas, deixando de depender de serviços hoje contratados de empresas terceirizadas. "Ao trabalhar com terceiros há a necessidade de abrir licitação e, quando uma empresa ganha, são necessários treinamentos e outras formas de trabalhar, converter dados. Então pensamos que seria interessante a Câmara desenvolver seus próprios sistemas, por isso a criação da vaga", comentou.

Viccino é um dos servidores mais antigos da Casa. Em julho de 1990, começou como técnico de informática, cargo ainda em comissão, e, após o concurso público de 1994, tornou-se efetivo como técnico em processamento de dados.

Com salário de R$ 3.951,75, o cargo, com duas vagas em disputa no atual concurso público, exige ensino médio completo e curso técnico na área de tecnologia da informação. A carga também é de 40 horas semanais.

PROVAS -  Os conhecimentos gerais exigidos nas provas de administrador de rede e analista de sistemas são os mesmos, envolvendo legislação, matemática, raciocínio lógico e língua portuguesa. Já os conhecimentos específicos diferem: para a vaga de analista, incluem gestão de tecnologia da informação, qualidade de software, gerenciamento de serviços de TI e sistemas gerenciadores de banco de dados; já para a de administrador de rede, englobam gestão de TI e banco de dados e conhecimento em políticas de backup e virtualização.

Língua portuguesa, matemática, legislativo e noções de informática são os conhecimentos gerais exigidos para a vaga de programador. Em relação aos conhecimentos específicos, o candidato deve saber linguagens de programação e informações sobre banco de dados.

Para todas as provas, a redação também será exigida.



Texto:  Ana Caroline Lopes Raquel Soares
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343




Tópicos: Concurso Público

Notícias relacionadas