PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE JUNHO DE 2018

Erler cobra informações sobre entrega dos apartamentos do Vida Nova


Requerimento de autoria do parlamentar questiona atraso na entrega do conjunto habitacional e a não divulgação das pessoas contempladas



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Propositura de autoria do parlamentar seguirá para a Caixa e Emdhap


Por meio do requerimento 348/2018, aprovado na 32ª reunião ordinária, o vereador Matheus Erler (PTB) solicita informações do Executivo e da Gerência de habitação da CEF (Caixa Econômica Federal) de Piracicaba sobre a entrega dos apartamentos no conjunto habitacional Vida Nova, pela Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba).

Segundo informações apresentadas pelo parlamentar, “os populares inscritos para serem contemplados no empreendimento Vida Nova estão no aguardo de cinco anos para verem seu sonho da casa própria se realizar”.

“A Emdhap e a Caixa informaram que os apartamentos seriam entregues em 2015, depois ficou para 2016 e, agora, para 2018”, questionou o parlamentar.

Além disso, estava marcada para 30 de abril a apresentação da lista dos que seriam contemplados com o apartamento, porém até o momento não há nenhuma informação, nem o motivo desse atraso, “que vem gerando instatisfação da população, temor nos inscritos e uma série de boatos que só causam instabilidade”, afirma Matheus Erler.

“Segundo populares, já existem 600 apartamentos prontos para serem habitados e continuam fechados, enquanto inscritos passam por dificuldades de moradia, acrescido da real possibilidade de invasão desses imóveis, que certamente aumentará, e muito, o atraso para que os contemplados possam habitar sua tão sonhada casa própria”, complementou o vereador.

Matheus Erler quer saber qual o motivo da não divulgação da lista das pessoas que serão contempladas com os 600 apartamentos do Conjunto Habitacional Vida Nova e se haverá algum tipo de compensação ou aceleração no cronograma de recebimento de documentos, assinatura de contratos e liberação para ocupação dos apartamentos.

Além disso, o parlamentar questiona se os dois órgãos públicos (Emdhap e CEF) não têm meios de fazer com que os prazos sejam cumpridos ou punir os responsáveis pelo atraso na divulgação.



Texto:  Maira Bacellar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: LegislativoMatheus Erler

Notícias relacionadas