PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE MARÇO DE 2018

Coronel Adriana participa de reunião do Conseg em unidade escolar


Durante o encontro, vereadora apresenta projeto de software para gestão de centros comunitários e discute melhorias para o trânsito da rua Walter Ramos Jardim



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Na manhã da quarta-feira, 28 de fevereiro, a vereadora Coronel Adriana (PPS), participou da reunião do Conseg - Centro (Conselho Comunitário de Segurança), área da 4ª Companhia, na escola estadual Pedro Moraes Cavalcanti.

Marcaram presença os representantes da Polícia Militar, da Guarda Civil, o advogado Luciano Oliveira, o representante do Sindicato dos Bancários, João Francisco Marchesini Eloy, a diretora da escola, Maria Cristina Rodrigues, o presidente da AMCABA (Associação dos Moradores da avenida Carlos Botelho e bairros Adjacentes), Leonardo Biazon, além de pais, alunos, moradores do Jardim Nova Iguaçu, entre outros.

A vereadora explicou aos estudantes e demais presentes que o CONSEG é um órgão de apoio às polícias civil, militar e guarda civil, e que o trabalho voluntário das pessoas que integram esse conselho é de grande relevância, já que trata diretamente com o gestor municipal e o secretário de segurança pública, ou seja, “pula”, afirmou ela, inúmeras etapas e burocracias por que passam os demais órgãos de segurança pública para terem as solicitações atendidas.

“O CONSEG é um canal onde as pessoas trazem problemas diretos ou indiretos da segurança pública da região e já obtém respostas das medidas cabíveis a serem tomadas, tanto pelos policiais ou guardas, quanto pela comunidade para sanar os problemas, afinal segurança pública é um direito e dever de todos”, enfatiza a legisladora.

Na pauta estavam as discussões sobre o corte de mato no interior da escola, o mau uso pela comunidade do campo de futebol, problemas com o trânsito caótico no horário de saída dos alunos da Escola Cooperativa de Piracicaba, localizada em frente da estadual, ambas na avenida  Dois Córregos. “Um local com fluxo intenso de veículos, transporte público, acesso a três condomínios e supermercado”, acrescenta a parlamentar.

“Os motoristas param seus carros no meio da rua para pegar seus filhos, atrapalhando o trânsito e provocando engarrafamentos. O problema irá se agravar quando finalizar a construção do quarto condomínio residencial ao lado da escola”, disse uma moradora.

Outra situação agravante é referente à saída de alunos da escola Pedro Moraes Cavalcanti. “Ela é feita na rua Walter Ramos Jardim e nessa mesma rua existe a escola “Fábio de Souza Maria”, explicou a Coronel. Segundo informações, os horários de saída dos alunos são os mesmos nas duas escolas e há uma concentração maior de ônibus escolares estacionados e que ocupam as vagas. “Os pais que buscam seus filhos param em fila dupla, obstruem a via e prejudicam o tráfego, essa rua vira um verdadeiro caos, ninguém vai e ninguém vem”, relatou outra moradora.

Na oportunidade, os membros do Conseg debateram a fiscalização de bares nas proximidades da escola estadual “João Guidotti”, bingos na região do São Dimas e ocupação da calçada da área de lazer do Jardim Nova Iguaçú com mesas e cadeiras de um estabelecimento comercial que bloqueiam a passagem de pedestres adeptos da caminhada.

A vereadora também detalhou um projeto de software para Gestão de Centros Comunitários. “Um trabalho que venho realizando há um ano, vi que há certo descontrole nessas áreas públicas e a criação desse sistema possibilitará ao cidadão acompanhar os custos, prestação de contas, projetos desenvolvidos, quem são os gestores, há quanto tempo estão na direção e toda sua estrutura de controle. Um professor universitário fará nosso software sem custos que será disponibilizado no portal da Prefeitura para que todos os gestores de centros comunitários possam gerenciá-los de maneira técnica. Falei ao prefeito Barjas que tudo que é gerenciado de forma transparente e organizado surtirá melhores resultados”, abordou Adriana.

Durante o encontro, a parlamentar apresentou o projeto de lei 338/17 de sua autoria que está em trâmite na Câmara e dispõe sobre a proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, que revoga a Lei Municipal 6.909, de 28 de outubro de 2010. “A implantação desta Lei estabelecerá algumas penalidades aos comerciantes do entorno do perímetro escolar e facilitará a atuação da Guarda Civil”, comentou.

Coronel Adriana debateu a atuação dos flanelinhas na cidade. “Ontem conversei com o procurador geral do município, Milton Sérgio Bissoli, sobre a forma de como vai funcionar o controle dos flanelinhas. Nós tivemos carta branca nas normas de regulamentação pela Prefeitura e agora iremos dar entrada para votação. Assim, teremos um mínimo de controle, organização e delimitação. E isso é um dever do Poder Público”, enfatizou. “O CONSEG, composto por pessoas voluntárias da sociedade civil é a expressão da máxima constitucional prevista no artigo 144 que cita que segurança pública é dever do Estado, mas direito e responsabilidade de todos; suas reuniões são mensais e é extremamente importante a participação de todos para o seu fortalecimento”, finalizou.



Texto:  Comunicação Assessoria parlamentar


Tópicos: Trânsito e TransportesAdriana Nunes

Notícias relacionadas