PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 20 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE JUNHO DE 2018

Coronel Adriana defende regulamentação de guardador de veículos


Vereadora sugere penalidade de R$ 1.500 aos infratores e fiscalização da GCM



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Na cidade, existem 84 cadastros na Delegacia Regional do Trabalho






A vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), apresentou detalhes de uma indicação recente, de sua autoria, para que o Executivo regulamente na cidade a atividade de guardador de veículos, os chamados flanelinhas.

O assunto foi abordado pela parlamentar durante a 35ª reunião ordinária, nesta quinta-feira (14). Segundo ela, a profissão é regulamentada pela Lei Federal. Há 84 guardadores em Piracicaba inscritos na DRT (Delegacia Regional do Trabalho), mas falta a regulamentação da prefeitura.

Na opinião de Adriana, a medida evitaria a extorsão de condutores. A vereadora lembrou que muitas vezes os motoristas são obrigados a pagar valores exorbitantes. Ela citou casos em que houve cobrança de até R$ 30. “Muitos praticam a intimidação, algo que até se assemelha à milícia carioca. Em alguns lugares tem até tabela de preço. Se não faz o pagamento, pode encontrar o carro riscado. Trata-se de uma questão de segurança pública”, reforçou Adriana.

A vereadora apresentou detalhes do pedido para a regulamentação na cidade, em que sugere penalidade de R$ 1.500, valor que pode ser dobrado no caso de reincidência. Ela também se disse favorável ao uso de uniforme ou crachá para identificação, com fiscalização sendo realizada pela Guarda Civil Municipal. "Isso tem que acabar."

Na sequência, o vereador Aldisa Vieira Parques, o Paraná (PPS) disse que exerceu a função por sete anos. Ele manifestou sua opinião em favor do projeto e comentou de problemas recorrentes entre as avenidas Armando de Salles Oliveira e XV de Novembro, e também nos jogos do XV de Novembro. O vereador Ronaldo Moschini (PPS) também defendeu a regulamentação. “Existem as pessoas de boa-fé, mas também as maldosas”, opinou.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoAdriana Nunes

Notícias relacionadas