PIRACICABA, DOMINGO, 22 DE JULHO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE ABRIL DE 2018

Comissão quer tornar sistemáticas visitas a escolas municipais


Proposta de grupo de vereadores fiscalizar unidades semanalmente foi anunciada por Maestro Jonson, presidente da Comissão de Educação da Câmara.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Com a presença da secretária de Educação, Angela Correa, reunião pública foi realizada no plenário da Câmara, na noite desta quarta-feira

Com a presença da secretária de Educação, Angela Correa, reunião pública foi realizada no plenário da Câmara, na noite desta quarta-feira
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O vereador Maestro Jonson durante a reunião pública

O vereador Maestro Jonson durante a reunião pública
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O vereador Wagnão durante a reunião pública

O vereador Wagnão durante a reunião pública
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O vereador Lair Braga durante a reunião pública

O vereador Lair Braga durante a reunião pública
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

O vereador Marcos Abdala durante a reunião pública

O vereador Marcos Abdala durante a reunião pública
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Com a presença da secretária de Educação, Angela Correa, reunião pública foi realizada no plenário da Câmara, na noite desta quarta-feira


Prática usual de vários mandatos da Casa, as visitas a escolas da rede municipal de ensino devem se tornar sistemáticas a partir ainda deste mês. A proposta de compor um grupo de parlamentares para fiscalizar semanalmente as unidades foi anunciada pelo vereador Jonson Sarapu de Oliveira, o Maestro Jonson (PSDB), na noite desta quarta-feira (11), durante reunião pública na Câmara que debateu problemas na gestão da educação em Piracicaba.

Presidente da Comissão de Educação, Esportes, Cultura, Ciência e Tecnologia, ele comentou os apontamentos ––como falta de cadeiras e canecas para as crianças do ensino infantil e número elevado de alunos por sala–– que vieram à tona com o debate promovido pelo movimento "Luto pela Educação", no plenário da Câmara, no último dia 14. "Nada pode ficar como está. As denúncias foram graves. Vamos fazer visitas semanais, documentadas com fotos e vídeos, para verificar 'in loco' a situação das 135 escolas do município, para ajudarmos a secretaria e os funcionários na solução desses problemas", afirmou.

O vereador Wagner de Oliveira, o Wagnão (PHS), observou que as visitas devem ser realizadas sem aviso prévio à direção das unidades, já que é prerrogativa dos parlamentares a fiscalização de serviços prestados pelo Poder Público. "Essa comissão precisa chegar às escolas de surpresa para ver realmente como está funcionando. O que é agendado não dá certo."

Exemplos de vistorias às unidades de ensino administradas pela Prefeitura, feitas no dia a dia, foram citados pelos vereadores Lair Braga (SD) e Marcos Abdala (PRB). Ambos foram recentemente conferir o funcionamento de escolas municipais e checar se elas sofriam dos problemas apontados na reunião do dia 14.

Lair Braga esteve na terça-feira (10) na "Professor Miecio Cavalheiro Bonilha", no Jardim Algodoal. "Fui recebido pelo diretor, são no total 250 alunos [no ensino infantil] e 60 do primeiro ano. A escola está de parabéns. Não constatei falta de cadeiras e canecas; a denúncia que chegou a mim não foi comprovada. Constatei que o sistema não obriga que 20 crianças façam a mesma lição ou trabalho ao mesmo tempo", disse o vereador, apontando que a diversificação de atividades ––por exemplo, enquanto um grupo estuda, outros brincam ou dormem–– favorece o revezamento no uso de materiais e equipamentos.

O parlamentar observou, porém, que ––embora tenha conferido pessoalmente que a unidade de ensino não apresentava o problema apontado por uma avó de aluno que o procurou, relatando número insuficiente de cadeiras para as crianças–– "nem todas as escolas são iguais àquela". "Temos outras com problemas, sim. Não precisamos esperar a União ou o Estado autorizarem a melhora das creches se podemos nós mesmos fazer isso", comentou.

Abdala relatou ter visitado duas escolas nas últimas semanas ––a "Dona Maria Guilhermina Lopes Fagundes", no Centro, e a "Professor Antonio Domingos de Camargo", no Residencial São Luiz–– e encontrado "ambientes muito favoráveis". "Temos que tomar cuidado com essas denúncias que chegam a torto e a direito e verificá-las, para a partir delas achar as soluções", ponderou o parlamentar. "Tenho certeza de que os problemas diminuirão, porque o que foi falado aqui vai ser posto em prática", completou Abdala, em referência aos esclarecimentos prestados pela secretária de Educação, Angela Correa.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: EducaçãoJonson OliveiraLair BragaMarcos AbdalaWagner Oliveira

Notícias relacionadas