PIRACICABA, SÁBADO, 24 DE AGOSTO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

26 DE JUNHO DE 2019

Câmara lamenta morte do cirurgião dentista Antonio Carlos Neder


Velório acontece nesta quarta-feira, no Salão Nobre Helly de Campos Melges; enterro será às 17h, no Cemitério da Saudade



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Piracicabano recebeu homenagens da Câmara em diferentes ocasiões



O piracicabano Antonio Carlos Neder morreu na noite desta terça-feira (25). Seu corpo está sendo velado no Salão Nobre Helly de Campos Melges desde as 8h desta quarta (26). O sepultamento acontece às 17h, no Cemitério da Saudade. A Câmara de Vereadores de Piracicaba, por meio da Mesa Diretora, manifesta suas condolências aos familiares do cirurgião dentista e ex-diretor da FOP (Faculdade de Odontologia de Piracicaba), homenageado na Casa de Leis em diferentes ocasiões.

Neder tinha 85 anos. Ele era farmacologista, professor universitário e pesquisador. Dirigiu a FOP entre os anos de 1978 e 1982 e foi reitor e vice-reitor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), além de diretor-executivo da Funcamp e coordenador geral das Faculdades da Unicamp. Segundo a FOP, Neder foi admitido na instituição em 6 de junho de 1962 e se aposentou em 27 de fevereiro de 1993. Ele se fez a graduação na segunda turma da faculdade.

"Neste momento de dor, a Mesa Diretora da Câmara, além de todos os parlamentares de Piracicaba, se solidariza com os filhos Silvia e Alexandre e esposa Jamile Sarkis Neder. A perda do professor Neder traz um pesar enorme para a comunidade piracicabana. Seu histórico de vida inspirador deixa uma contribuição inestimável para a comunidade científica", diz o presidente da Casa de Leis, vereador Gilmar Rotta (MDB).

Seu filho, o jornalista Alexandre Neder, postou nas redes sociais uma mensagem de agradecimento. "Homem íntegro, leal e realizador. Protagonista de importantes avanços na pesquisa científica, na saúde, na educação e na vida de muita gente. Estou emocionado, mas agradecido por ter o privilégio de ser seu filho. E ter aprendido com ele desde criança a importância de acreditar que todos os seres vivos podem transformar o mundo em algo melhor. Acreditar sempre e lutar pelo que é justo. Com coragem e muito amor no coração", disse, via Facebook.

HOMENAGENS –– Em julho de 2014, Neder recebeu da Câmara o Título de Piracicabanus Praeclarus, proposto pelo ex-vereador João Manoel dos Santos.

Em 2007, por meio do ex-vereador Antonio Oswaldo Storel, a Casa de Leis lhe concedeu a moção de aplausos 61/2007, pela edição do livro Uma História a ser Contada - O Primeiro Século da FOP, lançado em junho daquele ano. Também por meio de Storel, Neder recebeu a Comenda Tiradentes, no Dia Municipal do Dentista, em 2008. 

Em 1993, ele recebeu do ex-vereador Mario Tomazello Filho a moção 17/1993, cuja homenagem enalteceu a instalação do curso Orientação Familiar. Em 1990, um voto de louvor, em reconhecimento à trajetória acadêmica, foi concedido pelo ex-vereador Carlos Hoppe Fortinguerra.

TRAJETÓRIA –– Mestre em farmacologia pela Unesp Botucatu e doutor na mesma área pela Unicamp, Neder foi diretor científico da Anpso (Associação Nacional de Prevenção e Saúde Oral de Portugal) e diretor científico do Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo. Atuou como membro da Academia Mundial de Ciência e Tecnologia, com sede em Valência, na Espanha. Foi o criador da farmacologia na  odontologia brasileira, abrangendo clínicas e faculdades.

Criador da fórmula do Citanest, anestésico da Astra Química Sueca. Autor do anestésico infantil, homologado também pela Astra. Autor de pesquisa sobre o efeito da Novalgina (Dipirona) na pressão Intra-Ocular, trazendo benefícios ao tratamento oftalmológico. Autor da pioneira fórmula da goma de mascar anti-cárie, através do chicletes denominado "Den-Den", que foi industrializado no Brasil.

Criador da Citocaína, anestésico fabricado pelo laboratório Cristália, em Itirapina (SP). Foi coordenador de saúde bucal do Governo do Estado de São Paulo, nos governos Quércia e Fleury. Foi ainda diretor científico do Conselho Federal de Odontologia.

Possui cerca de 1.300 cursos e conferências ministradas no Brasil e no exterior. Pioneiro com a criação da primeira faculdade de odontologia da Europa, em Viseu, Portugal, que leva o seu nome. Criador da Faculdae de Medicina de Araguaína (TO), onde foi por quatro anos diretor médico.

A convite do governo de Portugal, coordenou um curso de atualização em odontologia, do qual participaram professores da USP e da Unicamp. Autor de 16 obras científicas, incluindo "Farmacoterapia para o médico cirurgião dentista" e a obra intitulada "Uma história a ser contada" que se refere ao cinquentenário da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP-Unicamp).

Teve também destaque na área esportiva. Foi secretário de Esportes de Piracicaba e introdutor do tênis de mesa em Piracicaba, com inúmeros títulos conquistados e também participação direta nas alterações da Lei Anti-doping do futebol brasileiro, na gestão de Giulite Coutinho à frente da antiga CBD, hoje CBF.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Câmara

Notícias relacionadas