PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 22 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

28 DE FEVEREIRO DE 2019

Câmara aguarda publicação de lei para abrir concurso


Anunciado em dezembro do ano passado, processo irá repor vagas e compor nova equipe no Setor de Informática



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Concurso público será para recomposição de cargos e formação de equipe no Setor de Informática



A publicação do edital e a abertura das inscrições do novo concurso da Câmara de Vereadores de Piracicaba, anunciado em dezembro do ano passado, ainda dependem da publicação do projeto de lei 326/2018, aprovado no último dia 14, durante a 4ª reunião ordinária. Só depois da divulgação no Diário Oficial do Município o processo caminhará.

“Houve um questionamento do cargo de arquivista, que não estava de acordo (com a descrição no Ministério do Trabalho), esse questionamento foi feito pelo Portal da Transparência. Visto esse equívoco, optamos aguardar a alteração da lei”, explicou o diretor do Departamento de Administração da Câmara, Mauro Rontani.

Neste processo, foi constatada a necessidade de abertura de novos cargos para compor a equipe do Setor de Informática, já que, nos últimos anos, foram criados novos serviços de transparência, como o SIC (de informação ao cidadão) e a Ouvidoria, e todos os documentos do Legislativo passaram a ser digitalizados, o que demanda melhor gestão de armazenamento digital.

Foram criadas quatro funções: duas vagas para administrador de rede, duas para programador de rede, uma para técnico em contabilidade e uma para analista de sistema.

Com a mudança, além das oito vagas, já anunciadas, para reposição em decorrência de aposentadorias e exonerações, o processo seletivo incluirá seis vagas. “Entendemos a necessidade de abertura de mais um cargo de técnico de contabilidade, já que são dois atualmente, e com o Setor de Informática tínhamos só técnicos em informática e um administrador de rede, mas a nossa intenção foi criar a nossa equipe própria”, disse Rontani.

As alterações já foram passadas para a Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) e, segundo Rontani, “agora só estamos aguardando a (publicação da) lei pelo prefeito”. No Siave, sistema digital para divulgação da tramitação das matérias, disponível no site da Câmara, o status está como “aguardando o número da lei”.

Ainda não há previsão de quando o edital será publicado e as inscrições serão abertas. “Mas deve ser ágil, já que o período de vestibular já terminou e a Vunesp tem experiência na realização de concursos”, disse.

A Vunesp fará os serviços de organização, elaboração, aplicação e correção das provas, além de providenciar os locais de aplicação das provas. Ela também será a responsável pela elaboração dos editais e comunicados e processo de inscrição na internet.

As taxas para inscrições serão de R$ 44,50 (ensino fundamental), R$ 56,50 (ensino médio) e R$ 82,20 (ensino superior). “Será um concurso com ‘custo zero’ para os cofres públicos, já que a Vunesp ficará com o valor arrecadado nas inscrições das provas e arcará com todas as despesas, como local das provas, assim como profissionais para aplicação e correção”, explica Rontani.

Todas as fases do concurso serão acompanhadas por uma comissão interna da Câmara, composta por três servidores efetivos que já foram nomeados pela presidência. A comissão de concursos trabalhará em conjunto com a coordenação da Vunesp na elaboração de um cronograma com as datas para inscrição, realização das provas e divulgação dos resultados.

Administrador de Rede – 2 vagas
Exigência: curso superior em Informática, Computação, Processamento de Dados, Análise de Sistemas ou Sistemas de Informação.
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: 5.815,75

Advogado – 1 vaga
Exigência: curso superior em direito com OAB
Fases do concurso: 1
Carga horária: 20 horas semanais
Remuneração: R$ 3.951,75

Agente administrativo – 1 vaga e 10 cadastros reservas
Exigência: ensino médio completo
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: R$ 4.773,82

Analista de Sistema – 1 vaga
Exigência: formação superior em Tecnologia da Informação
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: 5.815,75

Agente legislativo – 1 vaga
Exigência: ensino médio completo
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: R$ 4.773,82

Arquivista – 1 vaga
Exigência: curso superior em história ou biblioteconomia 
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: R$ 5.264,19

Designer gráfico – 1 vaga
Exigência: curso superior completo
Fases do concurso: 2
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: R$ 3.607,42

Jornalista – 1 vaga
Exigência: superior em jornalismo com MTB
Fases do concurso: 1
Carga horária: 30 horas semanais
Remuneração: R$ 5.264,19

Motorista Parlamentar – 1 vaga e 1 cadastro reserva
Exigência: ensino fundamental I e CNH categoria D
Fases do concurso: 2
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: R$ 3.607,42

Programador – 2 vagas
Exigência: ensino médio e curso técnico em Tecnologia da Informação
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: 3.951,75

Repórter Fotográfico – 1 vaga
Exigência: ensino médio completo e MTB
Fases do concurso: 2
Carga horária: 30 horas semanais
Remuneração: R$ 5.264,19

Técnico em Contabilidade – 1 vagas
Exigência: ensino médio, técnico em Contabilidade e registro no CRC
Fases do concurso: 1
Carga horária: 40 horas semanais
Remuneração: 4.338,02



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Concurso Público

Notícias relacionadas