PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 22 DE NOVEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE OUTUBRO DE 2019

Atendidos do Centro Dia Crescer ocupam a tribuna popular da Câmara


Visita guiada está prevista no programa Câmara Inclusiva, com o objetivo de apontarem as necessidades de acessibilidade dos prédios (principal e anexo) da Casa de Leis.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano (1 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (2 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (3 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Guilherme Almeida comentou que nunca tinha vindo à Câmara de Vereadores e que estava muito feliz pela oportunidade.

Guilherme Almeida comentou que nunca tinha vindo à Câmara de Vereadores e que estava muito feliz pela oportunidade.
Foto: Leandro Trajano (4 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Floriano Maria de Jesus pediu ao prefeito o recapeamento da rua Uberaba, no bairro Taquaral.

Floriano Maria de Jesus pediu ao prefeito o recapeamento da rua Uberaba, no bairro Taquaral.
Foto: Leandro Trajano (5 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Luan Pereira usou a oportunidade para agradecer. “Somos mais do que vencedores por estar aqui".

Luan Pereira usou a oportunidade para agradecer. “Somos mais do que vencedores por estar aqui".
Foto: Leandro Trajano (6 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Luiz Carlos Peron dirigiu-se à tribuna para reclamar que foram cortadas duas linhas do ônibus Piracicamirim.

Luiz Carlos Peron dirigiu-se à tribuna para reclamar que foram cortadas duas linhas do ônibus Piracicamirim.
Foto: Leandro Trajano (7 de 20) Salvar imagem em alta resolução

“É um sentimento, não de dever cumprido, mas o de que estamos no caminho de cumprir nosso dever, que é o de abrir a Câmara para todas as pessoas”, disse Bruno Didoné de Oliveira.

“É um sentimento, não de dever cumprido, mas o de que estamos no caminho de cumprir nosso dever, que é o de abrir a Câmara para todas as pessoas”, disse Bruno Didoné de Oliveira.
Foto: Leandro Trajano (8 de 20) Salvar imagem em alta resolução

A ideia do projeto é a de mostrar às associações e entidades os lugares de maior acesso da Casa e que podem ser frequentados por eles.

A ideia do projeto é a de mostrar às associações e entidades os lugares de maior acesso da Casa e que podem ser frequentados por eles.
Foto: Leandro Trajano (9 de 20) Salvar imagem em alta resolução

A servidora Erica Diniz conduziu a visita, junto com o diretor do Departamento de Documentação e Transparência, Bruno Didoné de Oliveira.

A servidora Erica Diniz conduziu a visita, junto com o diretor do Departamento de Documentação e Transparência, Bruno Didoné de Oliveira.
Foto: Leandro Trajano (10 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos também passaram pela sala de reuniões do 4ª andar do prédio anexo da Câmara.

Os atendidos também passaram pela sala de reuniões do 4ª andar do prédio anexo da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (11 de 20) Salvar imagem em alta resolução

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.
Foto: Leandro Trajano (12 de 20) Salvar imagem em alta resolução

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.
Foto: Leandro Trajano (13 de 20) Salvar imagem em alta resolução

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.
Foto: Leandro Trajano (14 de 20) Salvar imagem em alta resolução

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O grupo conheceu a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.
Foto: Leandro Trajano (15 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos também visitaram o Salão Nobre da Câmara.

Os atendidos também visitaram o Salão Nobre da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (16 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos também visitaram o Salão Nobre da Câmara.

Os atendidos também visitaram o Salão Nobre da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (17 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (18 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.
Foto: Leandro Trajano (19 de 20) Salvar imagem em alta resolução

O grupo foi recepcionado pelo presidente da Câmara, Gilmar Rotta (MDB).

O grupo foi recepcionado pelo presidente da Câmara, Gilmar Rotta (MDB).
Foto: Leandro Trajano (20 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Essa foi a última visita à Câmara com o projeto.

Essa foi a última visita à Câmara com o projeto.
Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Os atendidos do Centro Dia Crescer utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara.



Os atendidos do Centro Dia Crescer, serviço de proteção social especial para pessoas com deficiência intelectual, utilizaram, pela primeira vez, a tribuna popular da Câmara, na tarde desta segunda-feira (14), durante visita guiada do programa Câmara Inclusiva, com o objetivo de apontarem as necessidades de acessibilidade dos prédios (principal e anexo) da Casa de Leis.

Mateus Rodrigues reclamou que falta semáforos em seu “planeta”, maneira como referiu-se ao seu bairro, São Mateus. Dentro do Plenário Francisco Antonio Coelho, Mateus e os seus amigos receberam orientações da servidora Erica Dinis, que explicou que o plenário é o local onde os vereadores votam as leis do município.

Ela acrescentou que a tribuna popular pode ser usada por qualquer pessoa, desde que seja para exposição de assuntos de interesse público. Prontamente, Luiz Carlos Peron dirigiu-se à tribuna para reclamar que foram cortadas duas linhas do ônibus Piracicamirim, que ele usava para ir até o projeto. “Agora estou indo de van, mas queria continuar indo de ônibus, eu gostava muito de conversar com as pessoas no trajeto”, comentou.

Já Leandro Rodrigues de Campos lamentou o cancelamento do seu cartão gratuito de transporte. “Cortaram o meu passe porque eu fiquei 15 dias sem usar, meu advogado está tentando reaver, mas não acho isso justo”, reclamou.

Floriano Maria de Jesus disse que estava feliz por estar na Câmara e aproveitou a oportunidade para pedir ao prefeito o recapeamento da rua Uberaba, no bairro Taquaral. “Está difícil lá onde eu moro”, reclamou.

Luan Pereira usou a oportunidade para agradecer. “Somos mais do que vencedores por estar aqui. Agradeço a todos que olharam para nós e que tornaram esse dia possível e as que cuidam de nós também, que Deus abençoe todos vocês”.

Guilherme Almeida ficou emocionado ao ver os amigos reunidos no Plenário. Ele comentou que nunca tinha vindo à Câmara de Vereadores e que estava muito feliz pela oportunidade. “Quero agradecer aos meus amigos também, por estarem aqui comigo”, disse.

O grupo, que foi recepcionado pelo presidente Gilmar Rotta (MDB), também conheceu o Salão Nobre, a Escola do Legislativo e a sala de reunião do 4º andar, onde fica o Departamento de Documentação e Transparência. A servidora Erica Diniz, que conduziu a visita, junto com o diretor do Departamento de Documentação e Transparência, Bruno Didoné de Oliveira, disse que a ideia é mostrar às associações e entidades os lugares de maior acesso da Casa e que podem ser frequentados por eles.                                   

A assistente social do Centro, Helga de Souza Rentero, verificou, de imediato, duas melhorias que precisam ser feitas para melhorar a acessibilidade das pessoas. “Quando chegamos, tivemos que estacionar longe porque não tem estacionamento próximo, isso dificulta a mobilidade dos nossos atendidos. Uma das usuárias teve muita dificuldade para chegar, já que anda bem devagar. Também na saída do prédio principal para o anexo há  desnível nas calçada e sarjetas, além da ausência de rampas de acesso”, pontuou.

Ela agradeceu a Câmara pela acolhida e disse que nunca imaginou uma recepção como a que recebeu nesta tarde. “Nunca pensei que um local como esse pudesse acolher nossos atendidos com tanto carinho e empenho, isso é muito gratificante”.

A psicóloga Úrsula de Araújo Martins revelou que os alunos já estavam felizes antes mesmo de chegarem à Casa de Leis. “Eles ficaram felizes desde o primeiro momento, quando comentamos que viríamos à Câmara. Eles descobriram que têm voz ativa e que são importantes porque, muitas vezes, a maioria deles passa desapercebida ou é considerada incapaz. Hoje eles se sentiram mais como todos os outros cidadãos”, avaliou.

O objetivo do projeto Câmara Inclusiva é tornar o Legislativo totalmente inclusivo, englobando todos tipos de deficiência e/ou dificuldades de mobilidade. A iniciativa tem o propósito de buscar soluções para que qualquer cidadão se sinta incluído nas atividades legislativas.

Essa foi a última visita à Câmara com o projeto. O Espaço Pipa, a Avistar (Associação de Atendimento à Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba), o CRP (Centro de Reabilitação de Piracicaba) e a Apaspi (Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba) já passaram pela Casa e analisaram possíveis mudanças.

Por meio de todos os apontamentos, a Câmara irá fazer um cronograma com previsão de custos com o intuito de elaborar um plano de ação para a inclusão.

“É um sentimento, não de dever cumprido, mas o de que estamos no caminho de cumprir nosso dever, que é o de abrir a Câmara para todas as pessoas. Através da visita do Centro Dia Crescer e das outras entidades, conseguimos perceber barreiras e dificuldades que essas pessoas enfrentam ao adentrar nos prédios da Câmara. A partir daí, vamos modificar o que for preciso na estrutura física da Casa para melhor acolhê-los”, disse Bruno Oliveira.  

Ele observa que, além do dever legal que a Câmara tem de acolher todas as pessoas, é extremamente importante que haja essa proximidade para que o Poder Legislativo e a população possam caminhar juntas. “Aprendemos muito com essas visitas. É emocionante ver a felicidade deles. Hoje, um senhor com 60 anos disse que nunca tinha entrado na Câmara. Isso vai ecoar na cabeça deles por vários dias, só o fato de terem sido convidados para um espaço que para eles era inatingível e inimaginável. Isso nos toca de forma profunda”, disse.

CENTRO DIA CRESCER - O Centro Dia Crescer é um serviço realizado em parceria entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e a Associação Presbiteriana de Filantropia de Piracicaba, que funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, e atende pessoas com deficiência intelectual e múltipla, idosos e suas famílias e também pessoas com problemas de saúde e doença mental que tenham vulnerabilidade social, de 18 a 59 anos.



Texto:  Raquel Soares
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337


Tópicos: Câmara InclusivaGilmar Rotta

Notícias relacionadas