PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 3 DE ABRIL DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

25 DE OUTUBRO DE 2019

Vereadores prestigiam abertura do Campeonato Internacional de Robótica


Segunda edição da competição, que teve início no ginásio municipal "Waldemar Blatkauskas", deve contar com a participação de 1.000 alunos.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Abertura aconteceu na manhã desta sexta-feira

Abertura aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Abertura aconteceu na manhã desta sexta-feira

Abertura aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Atividade contou com a presença dos vereadores André Bandeira, Pedro Kawai e Isac Souza

Atividade contou com a presença dos vereadores André Bandeira, Pedro Kawai e Isac Souza
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Atividade contou com a presença dos vereadores André Bandeira, Pedro Kawai e Isac Souza

Atividade contou com a presença dos vereadores André Bandeira, Pedro Kawai e Isac Souza
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Segundo Lívia Morais, disciplina de Robótica incentiva desenvolvimento dos alunos

Segundo Lívia Morais, disciplina de Robótica incentiva desenvolvimento dos alunos
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Abertura do evento contou com apresentação de dança sobre rodas

Abertura do evento contou com apresentação de dança sobre rodas
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (12 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (13 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira

Evento aconteceu na manhã desta sexta-feira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (14 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Fundador da International Youth Robot Association, Harry Roh participou do evento

Fundador da International Youth Robot Association, Harry Roh participou do evento
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (15 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Cerca de 1.000 alunos participarão das competições



O ginásio municipal "Waldemar Blatkauskas", no bairro Alto, recebeu na manhã desta sexta-feira (25) a abertura do 2º Campeonato Internacional de Robótica, promovido pela Maken Robótica e pela IYRA (International Youth Robot Association) em conjunto com o Colégio Metropolitano de Piracicaba e mais 22 escolas de 10 Estados brasileiros.

O evento, que vai até domingo (27), espera receber mais de 1.000 alunos, em parceria com a Prefeitura e o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Além dos estudantes e seus familiares, a abertura contou com a presença do vice-presidente da Câmara, Pedro Kawai (PSDB), dos vereadores André Bandeira (PSDB) e Isac Souza (PTB), do prefeito Barjas Negri (PSDB) e de secretários municipais.

A competição tem como objetivo estimular os alunos a construir robôs para disputas entre si, dentro da mesma faixa etária (os participantes têm entre 5 e 17 anos), em sete modalidades: basquete, trajeto de obstáculos, vôlei sênior, futebol de robôs, humanoide, segue linha e salvamento de rôbos.

Neste ano, escolas públicas e particulares disputam as modalidades, que valem classificação para a etapa mundial, em julho e agosto de 2020, na Rússia.

Em agosto deste ano, alunos do Colégio Metropolitano foram os únicos do Brasil a conquistar um lugar no pódio na etapa que ocorreu em Seul, na Coreia do Sul, com a participação de 25 países. Victor Alves, Rebeca Sanches, Fábio Maligieri, Júlia Novais e Alan Carvalho classificaram o Brasil em duas modalidades, com o segundo lugar na dança de humanoides e o terceio no boxe de humanoides.

Harry Roh, fundador da International Youth Robot Association, comentou que a experiência obtida na Coreia do Sul é muito importante, pois o país "tem uma capacidade muito grande para o desenvolvimento da tecnologia". "Essa nova geração, dos jovens estudantes, tem que entender a importância da indústria 4.0. Eles têm que ter conhecimento tanto de programação como de cogitação, porque o futuro é a robótica, é a tecnologia", reforçou.

De acordo com Song Donaldo, intérprete de Harry Roh, a ideia da realização do Campeonato Internacional de Robótica, cuja primeira edição ocorreu em Leme (SP) em 2018, foi trazida por Rafael Oliveira com a Make Robotics. "Ele foi até a cidade de Schenzhen, na China, buscar a nossa parceria para trazer robótica para crianças de uma maneira mais fácil e amigável", contou.

Rafael Oliveira, que trabalha há 15 anos com educação e é CEO do grupo Maker Educação, além de fazem parte da IYRC e da IYRA, comentou que se encantou quando surgiu a ideia da realização do evento. "Além de os alunos competirem, eles conseguem desenvolver habilidades diferentes", observou.

De acordo com a mantenedora do Colégio Metropolitano, Lia Morais, a ideia de incluir a disciplina Robótica na escola foi motivada pelo contato das crianças hoje com a tecnologia. Segundo a educadora, elas possuem características muito avançadas e, com a nova matéria na grade, podem aprender a desenvolver a habilidade cada vez mais.

"Nós começamos a nos preparar no começo do ano para o campeonato e desde os 3 anos de idade das crianças no colégio. Foi um orgulho muito grande para a cidade que fôssemos escolhidos para sediar neste ano. Agora é só esperar o resultado, que será por modalidade e por faixa etária, justamente para não haver desigualdade", disse.

Kawai reforçou que é papel da Câmara apoiar essas atividades. "Nós sabemos que a educação é muito versátil e dinâmica e a cada dia muda. Inserir no dia a dia dos alunos, principalmente no ensino fundamental, momentos como esse fazem que Piracicaba se enquadre no cenário mundial, que é o desenvolvimento das tecnologias, da robótica e da educação", comentou.

Barjas Negri disse ser uma honra receber o evento na cidade. "É crucial que as crianças, tanto das escolas públicas quanto privadas, entendam que a robótica não é um 'bicho de sete cabeças'. Todas as crianças, com esforço e criatividade, conseguem se desenvolver", disse.

"Essa garotada tem que estar engajada nisso. É muito importante nós vermos esses colégios se envolvendo e incentivando os alunos a participarem. O Poder Público e o Executivo têm o dever de incentivar e fomentar isso. Eventos como este não fazem parte do futuro, mas, sim, do presente", definiu André Bandeira.

Já para Isac Souza, o campeonato insere Piracicaba e o Brasil na robótica internacional. O parlamentar comentou que conversou com alunos de Descalvado (SP) e percebeu a empolgação deles em colocar seus conhecimentos em prática. "Isso agrega demais e forma cidadãos conscientes com questãos que envolvem a tecnologia e a inovação. Esse é um caminho pelo qual Piracicaba tem muito a trilhar", comentou.



Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: EducaçãoAndré BandeiraPedro KawaiIsac Souza

Notícias relacionadas