PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE ABRIL DE 2018

Trevisan reitera abandono da praça Imaculada Conceição, na Vila


Ele falou ainda de demandas do bairro São Dimas, defesa dos animais, Hospital Regional e da Faculdade de Medicina Anhembi-Morumbi.



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução





Ao ocupar os 10 minutos regimentais na Tribuna, o vereador Laércio Trevisan Junior (PR) voltou a abordar o abandono da praça Imaculada Conceição, em frente à Igreja Matriz da Vila Rezende. Ele fez críticas à atuação do poder público e relatou que em março de 2017, acompanhado do padre da paróquia, esteve reunido com prefeito Barjas Negri e, até o momento, nenhuma solução foi apresentada.

Para o vereador, “tentativas de buscar uma solução não faltaram, mas a vontade não está acontecendo por parte da administração pública”. Ele trouxe a repercussão do protesto que realizou na praça no mês de março, em que com faixas e cartazes denunciaram o descaso. Trevisan apontou para o banheiro, que faz parte do conjunto arquitetônico do Parque do Mirante, e que, por várias vezes, tem sido alvo de suas críticas por abrigar moradores de rua, usuários de drogas e pessoas mal intencionadas. “Vejam a situação do banheiro, esta coisa que ninguém sabe para que serve”, disse Trevisan, mostrando detalhes do abandono.

Seguindo sua prestação de contas, Trevisan expôs a sinalização em vias de acesso do bairro São Dimas, manutenção feita pela comunidade no centro de lazer do bairro, fez críticas à atuação da Secretaria de Esportes pela demora em atender o pedido de pintura de quadra poliesportiva no bairro. “A assessoria não conseguiu ainda fazer uma licitação para comprar seis latas de tintas. Um ano e meio de gestão e não consegue efetuar um serviço de pintura. Que eficiência tem uma prefeitura desta?”, questionou.

Trevisan falou ainda de homenagens prestadas à Escola de Engenharia de Piracicaba,  o conserto de um grande buraco no bairro histórico de Monte Alegre, manutenções realizadas em praça do distrito rural de Tanquinho, entrega de ambulâncias, a visita de uma comitiva de vereadores à faculdade de Medicina Anhembi-Morumbi. “Coisa de primeiro mundo, muito preparada e estruturada”, destacou.

Ele ainda compartilhou a visita que fez esta semana ao Hospital Regional Zilda Arns tentando, segundo ele, conhecer um pouco do que está se passando no novo equipamento de saúde. “Só estão atendendo oftalmologista e otorrinolaringologista, nenhuma internação. Internações ocorrerão em junho. A situação ainda de internação é a de dez anos atrás”, disse.

Por fim, relatou suas atuações em benefícios dos animais abandonados, informando sobre resgates e intermediações de adoções. Ele aproveitou a oportunidade para demonstrar seu descontentamento quanto à fala atribuída a um padre que, na campanha eleitoral de 2016 teria dito que “não era para votar em quem cuida de cachorro, pois quem cuida de cachorro não cuida de gente”. “Este recado eu estou dando ao senhor que em uma missa com mais de 1.000 pessoas falou isso. As pessoas gostam de cachorro e de gente também”, disse.

CAPITÃO GOMES - Após a fala de Trevisan, com a abertura da Ordem do Dia, o vereador Capitão Gomes (PP) disse da sua preocupação quanto à fala, que seria atribuída ao padre Edvaldo Nascimento, não denominada por Trevisan na Tribuna. "Fico preocupado porque pela ética dele ele não se envolvia em política. Jamais pediu voto para este ou aquele, o trabalho dele era exclusviamente espiritual."



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Tópicos: LegislativoLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas