PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE JUNHO DE 2018

Trevisan Jr. comprova problemas no atendimento da saúde


Vereador percorreu unidades de saúde do município e reitera necessidade de comissão de estudos para avaliar problemas.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (4 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (5 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (6 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (7 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (8 de 8) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução





Desde às 14 horas desta terça-feira (12), o vereador Laercio Trevisan Junior (PR) acompanhou o atendimento na Unidade Básica de Saúde da Vila Rezende, comprovando o que tem denunciado constantemente na Tribuna da Câmara de Vereadores de Piracicaba em relação ao atendimento à saúde no município.

Os problemas motivaram Trevisan Jr. a apresentar o projeto de Resolução 4/2018 que pede a formação de comissão de estudos com a finalidade de avaliar os problemas relacionados à saúde pública em Piracicaba. “Todos os dias estamos vendo os mesmos problemas. Falta médicos e de medicamentos, demora no atendimento e pessoas sofrendo nas filas. Precisamos investigar as causas deste caos na saúde”, sustenta o vereador.

Na Vila Rezende, Trevisa Jr. afirma ter contado 160 pessoas na espera entre 14 e 17 horas, sendo que havia três médicos no atendimento, o que era insuficiente, segundo ele, para dar conta de atender com dignidade à população. Idosos, pessoas machucadas, com dor, crianças aguardando por atendimento. “É uma situação insustentável. Estas crianças deveriam estar separadas. Há idosos de 85 anos esperando horas. É desumano”, disse.

Além da unidade em que permaneceu por horas, o vereador obteve informações de que a situação era semelhante nas demais unidades básicas, maiores que a da Vila Rezende. “Na Vila Cristina, Piracicamirim e Vila Sônia a situação é a mesma”. O vereador aponta o descaso com a saúde pública e centraliza responsabilidade no prefeito Barjas Negri (PSDB).

Para o vereador, não há dia da semana que seja melhor para o atendimento. “Estive em unidades ontem, hoje, na segunda e na quinta-feira passadas. Todo os dias é um grande problema. Precisamos desta comissão urgentemente”.

(Assista no player à reportagem veiculada pelo "Jornal da Câmara".)



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Imagens de TV:  Paulo Soares - MTB 62.602
Reportagem de TV:  Thierry Marsulo
Edição de TV:  Paulo Soares - MTB 62.602


Tópicos: SaúdeLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas