PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

02 DE MARÇO DE 2018

Secretaria de Saúde fará cadastramento das pessoas com deficiência


Vereador André Bandeira discute, em reunião, detalhes com o secretário de Saúde, Pedro Mello



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução


Com base na Lei Municipal 8590/16 de autoria do vereador André Bandeira (PSDB), a Secretaria Municipal de Saúde fará o cadastramento das pessoas com deficiência em nosso município e a identificação no cartão do SUS (Sistema Único de Saúde), conforme determina a legislação.

Na tarde desta quinta-feira (01), o parlamentar, que é autor do projeto de lei 312/15 que originou a lei municipal que dá garantia ao documento de identificação às pessoas com deficiência, agendou reunião com o secretário da pasta, Pedro Mello, para acertar os últimos detalhes para iniciar o cadastramento.

Anteriormente, a pasta responsável pelo gerenciamento do cadastro das pessoas com deficiência era a SEMDES (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social) com o CAMPED (Cadastro das Pessoas com Deficiência).

“Realizamos, desde junho de 2015, encontros mensais com representantes de secretarias, entidades assistenciais, grupos envolvidos com a causa, médicos do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), professoras da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e gerência do Ministério do Trabalho para debater políticas públicas às pessoas com deficiência. A prioridade foi desenvolver o cadastro delas através da Secretaria de Saúde e, diante disso, alteramos a lei”, explica Bandeira.

Após a divulgação da nova lei no diário oficial, começaram estudos para agilizar a melhor forma para implantação do cadastro no sistema da Secretaria de Saúde pela empresa responsável pelo gerenciamento de informação da pasta. “A Secretaria de Saúde apresentou para uma comissão de estudos, tirada desses encontros mensais, o sistema de cadastramento das pessoas com deficiência, o qual foi aprovado para implantação”, revela o legislador. “Na reunião com o Pedro Mello, acertamos os detalhes para impressão do formulário que será a base de informações para que posteriormente seja formatado no sistema digital”, acrescenta.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), conforme dados do censo de 2010, diz que em Piracicaba existem 75.217 pessoas com deficiência, sendo 55.508 deficientes visuais, 22.456 motores, 16.937 auditivos e 4.333 mentais. Os números, segundo o parlamentar, são maiores, “pelo fato de algumas pessoas terem mais de uma deficiência, o que é considerado deficiência múltipla”.

No Brasil, dados do IBGE apontam a existência de 45,6 milhões de pessoas (23,9% da população) com alguma deficiência: 48% visual, 23% motora, 17% auditiva, 8% intelectual e 4% física. Deste total, 4,3 milhões (2,5% da população) possuem limitações severas.

“A maioria delas, se encontrar oportunidade, pode estudar e trabalhar. Queremos saber onde as pessoas com deficiência estão em Piracicaba para podermos desenvolver políticas públicas que venham em auxílio à inclusão social, profissional, além de melhorar a qualidade de vida”, finaliza André Bandeira.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Redação


Tópicos: SaúdeAndré Bandeira

Notícias relacionadas