PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE NOVEMBRO DE 2018

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores


Foram inúmeras indicações, ofícios, moções de apelo e requerimentos ao Executivo Municipal, além de ações diretas de parlamentares junto à agências e o Governo Estadual



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores
Foto: Comunicação (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores
Foto: Comunicação (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores
Foto: Comunicação (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Obras de recuperação da estrada do Ceasa contemplam luta de vereadores



Conforme matéria divulgada pelo Centro de Comunicação Social da Prefeitura, em texto assinado pela jornalista Eleni Destro e fotos de Justino Lucente tiveram início nesta terça-feira (6) as obras de recuperação da estrada da Ceagesp, em trecho de 4 km da via de acesso SPA-155/308, conhecida como estrada da Ceasa (hoje Ceagesp - Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), que liga a rodovia do Açúcar (SP-308) à rodovia Cornélio Pires (SP-155).
 
O investimento é de R$ 4.299.865,02 e se dá por meio de convênio entre Prefeitura e Governo do Estado, aprovado pela Câmara de Vereadores, no projeto de lei 57/2018, do Executivo, do prefeito de Piracicaba, Barjas Negri (PSDB) e celebrado com a articulação do deputado estadual Roberto Morais (PPS).
 
Máquinas preparam o solo para obras de drenagem: tráfego ainda não foi alterado
Os trabalhos iniciais, realizados pela DNP – Terraplanagem e Pavimentadora Foresto, empresa vencedora da licitação, concentram-se no acostamento, sentido Ceagesp-Rodovia Cornélio Pires.
 
Nesta etapa, as máquinas preparam o solo para obras de drenagem. Por isso, o tráfego na rodovia ainda não foi afetado. Mas, conforme as obras avançam, os desvios no trânsito serão necessários e devem acontecer ainda na primeira quinzena de novembro.
 
Segundo o secretário de Trânsito e Transportes (Semuttran), Jorge Akira, o sistema será Pare e Siga, com a paralisação de uma das pistas em trecho de 300 metros por vez. “A responsabilidade dos desvios é da empresa, mas a Semuttran vai fiscalizar. Não podemos interditar totalmente a estrada porque ela é a ligação entre duas importantes rodovias. Vamos trabalhar para causar o menor transtorno possível aos motoristas”, alerta Akira. A previsão de conclusão é para agosto do ano que vem.
 
REIVINDICAÇÃO ANTIGA – De acordo com o secretário de Obras, Vlamir Schiavuzzo, o pavimento da SPA-155/308 será totalmente refeito nesse trecho de 4 km, com obras de drenagem incluídas. A manutenção do acostamento será feita, assim como toda a sinalização horizontal e vertical da via.
 
O entreposto da Ceagesp possui hoje cerca de 120 permissionários e se configura como o mais significativo empreendimento da via. Além desses permissionários, pela rodovia circulam diariamente produtores rurais, cerca de 200 empresários donos de supermercados, mercados, quitandas, boxes nos varejões espalhados por Piracicaba e cidades vizinhas, além de 120 carregadores e uma dezena de colaboradores da unidade, que garantem a comercialização de 3.500 toneladas/mês de frutas, legumes, verduras e outros produtos aos piracicabanos e à população de cidades vizinhas.
 
Marcos Ludovico Valentini, gerente da Ceagesp, conta que os permissionários estão muito satisfeitos com a recuperação da estrada. “Os permissionários sentem na pele as dificuldades desse trecho do jeito que está. No começo, estavam desconfiados sobre a realização da obra e agora estão felizes. Ela vai trazer mais segurança e também mais gente ao entreposto, porque as condições da estrada limitavam novos entrantes, que encontravam uma estrada muito dificultosa para o transporte. Agora, essa obra é uma motivação a mais para os comerciantes”, garante Valentini.
 
LUTA DA CÂMARA - Diversos parlamentares em legislações passadas e na contemporaneidade realizaram inúmeras ações, ao acionar o Executivo municipal, além de instâncias do Governo do Estado na conquista, manutenção e defesa destas obras que envolvem o entorno do Ceasa.
 
Desde a décado de 90 foram elaborados 9 indicações, 6 requerimentos e quatro moções de apelo. Além da deliberação de dois projetos de lei do Executivo, o primeiro, PL 31/1965, da época do então prefeito Luciano Guidotti, quando a Câmara autorizou o município a doar terreno ao Centro Estadual de Abastecimento S/A (Ceasa), destinando à construção do Centro de Abastecimento, com recursos financeiros do Plano IV, da Aliança para o Progresso.
 
E, no projeto de lei 57/2018, do prefeito Barjas Negri, em que novamente a Câmara autorizou o município a celebrar convênio com o Estado de São Paulo, por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) visando a transferência do Orçamento Estadual, os quais se destinam à execução de obras e serviços de recapeamento e restauração profunda da Estrada Vicinal da Ceasa.
 
CRONOLOGIA - Luiz Dias dos Reis (PFL), moção de apelo 62/1990; José Antonio Pereira (PSDB), requerimentos 357 e 891/1998, além das indicações 355/2000 e 580-397-222/1999; Elídio Maniero (PTB), indicação 224/1991; Paulo Sérgio Camolesi (PV), requerimento 346/2013; José Luiz Ribeiro (SD), requerimento 372/2013; Gilmar Rotta (MDB), indicação 1749/2013; Ary Pedroso Jr. (SD), indicação 1687/2015; Paulo Roberto Campos (PSD), requerimento 552/2016; Francisco Almeida do Nascimento (PT), requerimento 560/2016; André Bandeira (PSDB), indicação 2207/2017; Matheus Erler (PTB), indicação 902/2017 e Lair Braga (SD), moção 28/2017.
 
O primeiro secretário da Câmara, Pedro Kawai (PSDB) também se insere no rol de parlamentares na luta pelos melhoramentos da estrada do Ceasa, a exemplo de participação de audiência pública da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, realizada no dia 20 de maio de 2016, no plenário "Francisco Antonio Coelho", ocasião em que pediu providências na recuperação da rodovia. Kawai também destaca a elaboração de ofícios direcionados às autoridades pertinentes para garantir as obras no local, principalmente em função do risco de acidentes devidos aos inúmeros caminhões pesados que passam pela região. 
 
O ex-vereador Luiz Arruda (PV) também foi outro defensor das obra de recuperação do acesso ao Ceasa, registrando suas considerações em conversa com o jornalista da Câmara, Erich Vallim Vicente, por ocasião do Programa Primeiro Tempo, da TV Câmara, veiculado em 2 de junho de 2015.
 
Os trabalhos de melhoramentos também contemplam ações de vereadores que ocuparam a Tribuna da Câmara, a exemplo de Lair Braga, para destacar a importância das obras, bem como os encaminhamentos que foram acolhidos pela Câmara, quando o vereador Oswaldo Airton Schiavolin, o Tozão (PSDB) protocolou documento em que a população em geral, principalmente moradores do loteamento Capt Taquaral pediram reforço de segurança nesta estrada vicinal.
 
Na ocasião, o vereador Tozão, acompanhado por Wlademir Cesar Morallis, presidente da Cepat (Centro de Produção Agrícola Taquaral) se deslocaram até a sede da concessionária Rodovias Tietê, na cidade de Itú, quando foram recebidos pelo coordenador de faixa de domínio, Luiz André Sartori e a assistente, Gabriela Morette, em nome de Elaine Cristina Baldrigni, coordenadora de assuntos regulatórios, que receberam cópia de ofício assinado pelos 23 parlamentares de Piracicaba, em pedidos de melhorias na estrada vicinal que dá acesso ao Ceasa, em trecho de 4 km, sob responsabilidade da concessionária.
 


Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Trânsito e TransportesAndré BandeiraAry Pedroso JrGilmar RottaMatheus ErlerPaulo CamposPedro KawaiLair BragaOsvaldo Schiavolin

Notícias relacionadas