PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 21 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

09 DE AGOSTO DE 2018

Moradores pedem iluminação em praça e obras em calçadas


Eles apresentaram demanda ao vereador Dirceu nesta quarta-feira



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno

Praça Carlos Leite se tornou ponto de usuários de drogas no período noturno
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Luiza Aparecida Moura Elisbão diz que casas estão recuando em direção à rua

Luiza Aparecida Moura Elisbão diz que casas estão recuando em direção à rua
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência

Raiz de árvore provoca rachaduras em residência
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 11) Salvar imagem em alta resolução

Luiza Aparecida Moura Elisbão já acionou o 156, mas problema não foi resolvido

Luiza Aparecida Moura Elisbão já acionou o 156, mas problema não foi resolvido
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Água da enxurrada danifica calçadas e residências na via


No entorno da praça Carlos Leite, no Jardim Primavera, moradores procuraram o vereador Dirceu Alves da Silva (SD) para comentar sobre os principais problemas no bairro, na rua Brigadeiro Faria Lima, próximo do Cemitério da Vila Rezende. Eles reivindicam manutenção da praça Carlos Leite e vistoria nas calçadas públicas.

Segundo Luiza Aparecida Moura Elisbão, que já fez várias reivindicações pelo Serviço de Informações à População (SIP), via telefone 156, a praça se transformou em ponto de encontro de usuários de drogas, já que não acontece poda das árvores e falta qualquer tipo de iluminação. “Estamos muito preocupados e nos sentimos inseguros”, relatou. “O pior de tudo é que a praça tem uns banquinhos, aí eles chegam e se sentem donos da área”, completou.

Luiza mora na residência de número 275 da rua Brigadeiro Faria Lima, quase esquina com a rua Marechal Costa e Silva. Além desse problema, o afundamento da calçada tem lhe tirado as noites de sono. Conforme relata, não há qualquer boca de lobo para escoamento da água de chuva, o que faz com que a água penetre pelo asfalto e ocorra infiltração nas calçadas e residências.

Há um ano, Júlio César Bruno Nunes construiu um abrigo para o seu carro, que, no entanto, apresenta várias rachaduras, justamente por causa da água da chuva que penetra pelo solo. “A prefeitura veio aqui uma vez, refez uma calçada e deixou as outras para trás”, disse, ao informar que as quatro primeiras residências são as afetadas (os imóveis de número 245, 255, 265 e 275).

“Tenho medo que a minha casa afunde”, disse Idaci Berti Melega, proprietária do imóvel de número 245. “Os muros estão desalinhados e as casas estão vindo para a frente, em direção à rua”, completou.

Além disso, uma família que mora na esquina com a rua Marechal Costa e Silva reclama que as raízes das árvores estão provocando rachaduras na residência.

Após ouvir os relatos dos moradores, o vereador Dirceu Alves – que estava no bairro acompanhado de Alexandre César Corrêa, presidente do Centro Comunitário do Jardim Primavera – informou que acionará o Executivo para saber das possibilidades de intervenção no bairro.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Infraestrutura UrbanaDirceu Alves

Notícias relacionadas