PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

02 DE MARÇO DE 2018

Gilmar Rotta quer evitar surpresas em projeto sobre mudanças no Ipasp


Vereador solicitou ao presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB), a criação de comissão para acompanhar as negociações entre o instituto e Prefeitura



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Gilmar Rotta ocupou a tribuna da Câmara na 8ª reunião ordinária




O vereador Gilmar Rotta (MDB) protocolou indicação nesta semana para solicitar ao presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB), a criação de uma comissão para acompanhar as negociações, já em andamento, entre a Prefeitura de Piracicaba e a direção do Ipasp (Instituto de Previdência e Assistência Social dos Funcionários Municipais de Piracicaba).

“Nós, vereadores, não podemos ser pegos de surpresa, como aconteceu com a Reforma da Educação”, disse Rotta, ao ocupar a tribuna durante a 8ª reunião ordinária, na noite desta quinta-feira (1). 

Presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, Gilmar Rotta relatou o debate ocorrido na audiência pública, quarta-feira (28), sobre as metas ficais do terceiro Quadrimestre de 2017 da Administração. Na oportunidade, o secretário de Finanças, José Admir de Moraes Leite, e o presidente do Ipasp, Pedro Celso Rizzo, expuseram as divergências de posicionamento de cada um em relação ao regime de aposentadoria dos servidores públicos municipais. 

“Todos já sabemos que está se iniciando esta discussão entre Prefeitura e Ipasp, na qual está se contratando uma empresa para fazer o levantamento atuarial (cálculo entre o número de beneficiados e de contribuição ao instituto)”, relatou Gilmar Rotta. “Como este estudo vai envolver o funcionalismo público, que são mais de seis mil servidores, os quais não podem ser prejudicados, precisamos desta comissão para acompanhar este debate”, ressaltou. 

O parlamentar lembrou do projeto de lei complementar 17/2017, sobre o Plano de Carreira dos Professores Municipais, que, ao ser encaminhado para o Legislativo piracicabano ano passado, também trouxe o que chamou “uma caixa cheia de problemas”, sendo contestado tanto por movimentos de professores, Apeoesp, Sindicato dos Municipais, entre outros.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoGilmar Rotta

Notícias relacionadas