PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

19 DE JULHO DE 2018

CapHIV oferecerá testes gratuitos de hepatite nesta sexta, na Câmara


Ação faz parte da campanha "Julho Amarelo", que será lançada oficialmente.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Sidney Jr Salvar imagem em alta resolução

Faixa estendida em frente à fachada da Câmara remete ao "Julho Amarelo"


Testes gratuitos para a verificação das hepatites B e C serão oferecidos na Câmara, nesta sexta-feira (20), a partir das 10h, numa parceria com o CapHIV (Centro de Apoio aos Portadores do Vírus HIV/Aids e Hepatites Virais). O Legislativo piracicabano apoia a entidade na promoção da campanha "Julho Amarelo", de prevenção e controle das hepatites virais através do gabinete do vereador Pedro Kawai (PSDB), primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara, que presta suporte aos trabalhos na campanha.

"O teste rápido é feito pelo plasma: por meio de uma pequena picada, obtemos uma gota que vai reagir com o reagente; em 20 minutos, sai o resultado", explica o assistente de coordenação da campanha, Eliel da Fonseca. O evento desta sexta-feira, no segundo andar do prédio anexo da Câmara, marca o lançamento oficial da ação, que se repetirá em outros pontos da cidade ao longo do mês.

As testagens serão realizadas pelas equipes do CapHIV e do Cedic (Centro de Doencas Infecto-Contagiosas), dentro do programa estadual de controle da doença.

De acordo com Eliel, caso o resultado do teste rápido sinalize positivo, a pessoa é encaminhada ao Cedic para exames mais sofisticados a fim de comprovar o diagnóstico ou não, "já que o teste rápido pode dar falso positivo".

"É raro, mas pode acontecer de pessoas com cicatrizes reagirem com o princípio ativo das testagens rápidas, não significando necessariamente que esteja com hepatite", acrescenta Eliel, que lembra, no entanto, que, em caso de diagnóstico positivo, "as chances de cura são maiores". "Se fôssemos aplicar o critério do Ministério da Saúde de estimativas de infecções em Piracicaba, 20 mil pessoas estariam com hepatites, entre B e C", observa.

O lançamento oficial do "Julho Amarelo" terá a apresentação, por representantes do CapHIV, do Legislativo e do Executivo, dos números locais relacionados às hepatites virais e de como estão sendo traçadas estratégias de combate no município. O gabinete do vereador Pedro Kawai (PSDB), primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara, presta suporte aos trabalhos do CapHIV na campanha.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: SaúdePedro Kawai

Notícias relacionadas