PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 16 DE JANEIRO DE 2019 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

30 DE NOVEMBRO DE 2018

Câmara cumprirá liminar que suspende votação de relatório de Comissão


Segundo presidente Matheus Erler, qualquer ato em relação ao vereador Dirceu Alves da Silva está suspenso



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Decisão do juiz Wander Pereira Rossette foi anunciada por Erler

Decisão do juiz Wander Pereira Rossette foi anunciada por Erler
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Dirceu Alves da Silva comentou assunto, ao solicitar Pela ordem

Dirceu Alves da Silva comentou assunto, ao solicitar Pela ordem
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Decisão do juiz Wander Pereira Rossette foi anunciada por Erler






No início da 71ª reunião ordinária, nesta quinta-feira (29), o presidente da Câmara, vereador Matheus Erler (PTB), informou ter recebido o relatório da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que recomendou o afastamento do vereador Dirceu Alves da Silva (SD) por 60 dias. Erler anunciou que o relatório não será colocado à votação, pois o juiz Wander Pereira Rossette Júnior emitiu liminar, após mandado de segurança movido por Alves. A recomendação do Judiciário é pela suspensão de qualquer ato em relação ao parlamentar.

"Cumpriremos a liminar de não levar ao plenário o relatório da Comissão de Ética, que apontou seu afastamento, até que nova decisão do Poder Judiciário venha. Ainda informo que este poder colaborará com o Poder Judiciário no que for preciso", declarou Erler, ao informar ainda que foi encaminhado ao Departamento de Assuntos Jurídico, na pessoa da advogada-chefe Laura Checoli, para que encaminhe ao Judiciário, em nome do Poder Legislativo, as informações solicitadas, bem como e auxilie o presidente da Comissão em sua manifestação nos autos do processo.

Ainda durante a 71ª reunião ordinária, o vereador Dirceu Alves da Silva se pronunciou sobre o assunto. "Gostaria de dar um recado a uma pessoa que se manifestou no plenário hoje. Essa pessoa, no ano de 2013, impetrou uma ação contra este vereador, simplesmente pedindo R$ 464.996,48. Essa ação foi julgada e o juiz deu uma sentença, em 24 de setembro. Foi tanta inverdade, que o juiz julgou improcedente todos os pedidos. A verdade tem que vir à tona, assim como este caso que está ocorrendo nesta Casa vai vir à tona. Espero que venha à tona o mais rápido possível, para que a população de Piracicaba venha saber que as coisas realmente nesta cidade e neste país estão mudando. Como eu tive o prazer de falar para a juíza, no Ministério do Trabalho: espero que comece a mudança por esta cidade, por esse Judiciário", declarou.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: LegislativoDirceu AlvesMatheus Erler

Notícias relacionadas