PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE ABRIL DE 2018

65 anos do Lar Franciscano são enaltecidos em Moção de Kawai


Trajetória de instituição que começou com 23 garotos foi trazida em reconhecimento



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução





Inaugurado oficialmente em 5 de outubro de 1952, o Lar Franciscano de Menores comemorou, em 2017, 65 anos de fundação e de prestação de serviços à crianças e adolescentes da comunidade piracicabana. O trabalho de voluntários, funcionários de famílias colaboradoras da instituição foi destacado pelo vereador Pedro Kawai (PSDB) na reunião ordinária da quinta-feira (06) em entrega da Moção de Aplausos 15/2017 que aconteceu no Plenário Francisco Antônio Coelho.

O texto da homenagem destacou a saga iniciada desde o acolhimento dos primeiros 23 meninos até os dias atuais, passando pela formação profissional de mais de 600 pessoas para atuar em indústrias de calçados e nas tipografias do município. 

Kawai destacou eu a Casa de Lei reconhece e agradece ao trazer a trajetória da instituição e de todos aqueles que dedicaram e dedicam parte de suas vidas para se entregar às crianças e adolescentes. “São vítimas em situações de vulnerabilidade, situações de extremo risco. Pessoas que se dedicam a reconstruir famílias e a dar esperanças aos nossos jovens”, disse.

A coordenadora do Lar Francisco de Menores, Cláudia de Cássia Meneghetti explicou o reordenamento pelo qual a instituição passou recentemente, saindo da conotação dos grandes orfanatos para “a casa com cara de casa, uma casa humanizada. Ela apontou que olhar para a criança é o olhar da criança e do adolescente como sujeito de direto, como preconiza o Estatuto da Criança e Adolescente. “É importante porque saímos do assistencialismo para a inclusão social”, disse.

Para Cláudia, o desafio no Lar, além da inclusão da criança que teve a violação de direitos é incluir socialmente os acolhidos com grau de deficiência severa, como paralisia cerebral e outras síndromes, que aos poucos têm sido incluídos.

 

 

 



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: HomenagemPedro Kawai

Notícias relacionadas