PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE SETEMBRO DE 2018

Passos para garantir liberdade financeira são abordados em palestra


O investidor Lucio Alberto de Sousa apresentou fórmulas do fracasso e de como atingir o ápice financeiro.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução

A vereadora Nancy Thame e o palestrante Lucio Alberto de Sousa

A vereadora Nancy Thame e o palestrante Lucio Alberto de Sousa
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Curso apresentou hábitos financeiros das classes média e rica

Curso apresentou hábitos financeiros das classes média e rica
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução

O palestrante Lucio Alberto de Sousa

O palestrante Lucio Alberto de Sousa
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

O palestrante Lucio Alberto de Sousa


Temas como a liberdade financeira e de atitude e o tempo de realização de desejos e metas, sem preocupação com o dinheiro, foram trazidos pelo investidor Lucio Alberto de Sousa em palestra sobre planejamento financeiro voltado para jovens, realizada na tarde desta quarta-feira (12), no espaço da Escola do Legislativo, na Câmara.

Funcionário da Oji Papéis Especiais há 28 anos, Lucio apontou que "a liberdade financeira possibilita escolher onde se vai morar, para onde viajar e qual sonho realizar" e que, de toda a população, 50% são pagadores de dívidas, 20% são poupadores ou efetuam gastos excessivos, 9% são investidores e somente 1% tem independência financeira.

O palestrante fez uma demonstração com dez atitudes que diferenciam as finanças de pessoas que integram as classes média e rica. Segundo ele, a classe média trabalha por dinheiro e para ter uma vida confortável, foca em economizar e tem metas conservadoras, como a poupança e o aumento de renda pelo trabalho duro. Já os ricos, de acordo com Lucio, procuram viver dentro das possibilidades, procuram negócios, trabalham para aprender, focam no ganho financeiro, possuem metas audaciosas e realizam trabalhos em redes.

O investidor apresentou a "fórmula para o fracasso financeiro", que engloba a ausência de educação financeira e a falta de hábito de anotar o que se compra e de controle (resultando em comportamentos como comprar por impulso, ceder às tentações do consumo, abusar do cartão de crédito com juros extorsivos e sem negociação, contrair financiamentos, cair nas armadilhas de marketing e não ter sonhos ou metas).

"As pessoas são treinadas para fracassar e isso é algo psicológico. A classe média vive de aparências, como querer carro, TV ou celular, e trata isso de modo emocional. Já as pessoas ricas criam redes: você está dormindo e está caindo dinheiro em sua conta. As maiores empresas do mundo, por exemplo, são redes", afirmou o investidor.

Lucio abordou onze "passos simples" para ir de endividado a investidor. Entre eles, ter uma fonte de renda, desenvolver uma mentalidade rica, controlar o orçamento, livrar-se de tarifas e multas, negociar ou quitar dívidas, manter reserva de emergência, investir em conhecimento e administrar as finanças até criar a independência financeira.

"Começamos ganhando pouco, atingimos o nosso ápice e, na velhice, voltamos a ganhar pouco, gerando mais gastos em plano de saúde. É preciso ter essa visão desde o início para não falir lá na frente", ponderou.

Lucio também apresentou nove hábitos de pessoas ricas, como comprar uma casa modesta, fazer compras em promoções, gastar com cautela, usar milhas ou cupons, aprender a se contentar com o que tem e gastar menos do que se ganha. Ele mostrou sete hábitos para administrar o dinheiro, como criar planos, evitar dividas, saber onde se está investindo o dinheiro e envolver a família para finanças pessoais.

"Quando o investimento é trocado por gastos, está se livrando do seu dinheiro", disse o palestrante.

Lucio comentou, ainda, a importância de fazer planilhas de orçamento e apontou que os melhores investimentos são em ações, títulos de renda fixa, poupança e imóveis.

O investidor baseou-se no livro "Pai Rico, Pai Pobre", de Robert Kiyosaki, para a realização da palestra. 

O evento teve a presença de alunos do Instituto Formar e da diretora da Escola do Legislativo e vereadora Nancy Thame (PSDB), que destacou a importância de falar sobre planejamento financeiro para jovens. "Nós nos acostumamos a comprar coisas desnecessárias e podemos mudar isso se trabalharmos na coletividade", afirmou.



Texto:  Fernanda Rizzi
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: Escola do LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas