PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 23 DE JANEIRO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

22 DE NOVEMBRO DE 2019

Nancy Thame defende Câmaras Verdes e Dia Internacional da Tolerância


Programa do Senado Federal é disponibilizado gratuitamente às Câmaras; no Dia da Tolerância o alerta é que precisamos ter mais apreço pela diversidade



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Nancy Thame defende Câmaras Verdes e Dia Internacional da Tolerância






Primeira a ocupar a Tribuna da Câmara, nos 10 minutos regimentais a que cada parlamentar tem para assuntos diversos, a vereadora Nancy Thame (PSDB), na 69ª reunião ordinária, na noite de ontem (21) teve sete minutos remanescentes da 68ª reunião ordinária para suas considerações. 

Nancy Thame versou sobre duas temáticas, iniciando pelo Programa Câmaras Verdes, do Senado Federal, onde nestas quinta (21) e sexta-feira (22), Piracicaba recebe oito Câmaras, a exemplo de Ilha Solteira, cidade de 25 mil habitantes, que dá exemplo a todos, com aproveitamento de energia fotovoltaica e captação de água da chuva.

A parlamentar explicou que o Senado disponibiliza aporte, gratuitamente às Câmaras brasileiras, totalizando 6.600 localidades, o que permite as equipes adequarem os locais ou aplicar um projeto inovador para quem for construir uma Câmara, lembrando que muitas vezes o custo é tão alto na construção de um prédio que vale a pena investir num local novo. E, exibiu fotografias do primeiro dia do curso.

"Está vindo legislação forte para que espaços públicos entrem no contexto da sustentabilidade. Daqui a pouco vai ser regra e teremos de cumprir. Uma Câmara pequena chega a economizar R$ 8 mil mensais só de energia elétrica", disse.

Nancy também destacou o programa Usp Recicla, que trouxe alternativas para o debate. "Em casa de ferreiro o espeto não pode ser de pau", considerou a vereadora, que também reconhece o esforço do presidente e da Mesa Diretora de nossa Câmara, onde precisamos avançar.

Nancy Thame ainda comentou sobre o projeto de lei 202/2019, de sua autoria, para inclusão do Dia Internacional da Tolerância no Calendário Oficial de Eventos do Município. “É preciso pensar com um pouco mais de respeito, aceitação, apreço pela diversidade em todos os seus âmbitos. Trazer essa reflexão do programa da ONU para o município”, disse, além de reconhecer que não deve ser vista como dado adquirido, mas incentivada e transmitida como instrumento para superar sentimentos de ódio e de discriminação.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas