PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE FEVEREIRO DE 2010

Câmara rejeita convocação de secretária para explicar demissão de diretora


Na reunião ordinária de ontem (11/02), o plenário rejeitou o teor do Requerimento 76/10, de autoria do vereador José Antonio Fenandes Paiva (PT), na convocação da S (...)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução


Na reunião ordinária de ontem (11/02), o plenário rejeitou o teor do Requerimento 76/10, de autoria do vereador José Antonio Fenandes Paiva (PT), na convocação da Secretária Municipal de Ação Cultural, Rosângela Camolesi, o Secretário Municipal de Administração, Newton Furucho, e a servidora Maria Ivete Araújo Marcolino, além do convite feito à representantes da Sociedade Beneficente Treze de Maio, para comparecerem à Câmara visando esclarecimento público sobre o processo de destituição de Maria Ivete Araújo Marcolino do cargo de Diretora do Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação de Humor de Piracicaba (CEDHU), ocorrida às vésperas do Natal de 2009, por meio de comunicado de apenas duas linhas. "O caso transformou-se em um episódio de proporções internacionais que ameaça a realização das próximas edições do Salão de Humor de Piracicaba", disse Paiva.


No requerimento, o vereador Paiva considera que embora seja prerrogativa da Secretária de Ação Cultural nomear ou exonerar, a forma com que Maria Ivete Araújo, a Zetti, foi banida da organização do maior evento de humor gráfico do Brasil, causou revolta e indignação junto à classe artística que há trinta anos convivia com a servidora, indiscutivelmente a pessoa mais influente e bem relacionada no meio.


Também lembrou que na primeira Reunião Ordinária da Câmara em 2010, ocorrida no dia 01 de fevereiro, representantes da Sociedade Beneficente Treze de Maio, ocuparam a tribuna popular para manifestar repúdio à destituição de Zetti e em solidariedade à funcionária pública, subscreveram um abaixo assinado com mais de três mil assinaturas coletadas dentro e fora do Brasil.


Paiva considera que a Secretária de Ação Cultural não aceitou informalmente o convite da Câmara para apresentar publicamente suas justificativas, fazendo de forma reservada, a portas fechadas, com Vereadores da base do governo municipal.


Na reunião ordinária de ontem, o vereador Paiva foi à Tribuna da Câmara para discutir o adiamento do requerimento e, depois para justificar votação do mesmo requerimento, onde procurou defender a transparência na gestão pública, mostrando que a administração municipal não respeitou a servidora pública, em seus 30 anos de exercício profissional em favor de Piracicaba. Paiva também agradeceu os vereadores José Pedro Leite da Silva (PR), José Lopes (PDT) e Walter Ferreira da Silva, o Pira (PPS), que votaram favoráveis ao requerimento. E, lamentou aqueles que pouparam a interpelação da secretária na Câmara. Paiva mostrou o contracenso de não se expor uma secretária de governo, e não considerar os 30 anos de uma servidora exemplar. Também lembrou que foi a primeira vez que a Sociedade Beneficiente Treze de Maio tomou uma atitude política, engrossando o movimento popular, com abaixo-assinado e outras manifestações de repúdio pela situação a que foi exposta a servidora.


Os vereadores Bruno Prata (PSDB), João Manoel dos Santos (PTB), Walter Ferreira da Silva, o Pira (PPS) e José Lopes (PDT) ocuparam a Tribuna da Câmara para registrar considerações sobre o requerimento.

 

Martim Vieira Mtb 21.939

Foto: Fabrice Desmonts Mtb 22.946



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939


Tópicos: LegislativoJosé Paiva

Notícias relacionadas