PIRACICABA, DOMINGO, 8 DE DEZEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

31 DE JANEIRO DE 2019

Ary comemora investimento para informatizar atenção básica e farmácias


Prefeitura abriu processo de compra de 220 computadores para as redes de atenção básica e de farmácias municipais. Investimento é de quase R$ 1 milhão.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Ary destaca benefícios que investimento trará para a informatização da rede de saúde



Com recursos próprios, a Prefeitura adquirirá 220 computadores de bancada e 10 impressoras para informatizar a rede de atenção básica e a de farmácias municipais. O processo de compra foi aberto pela Secretaria Municipal de Saúde. O anúncio do investimento, de quase R$ 1 milhão, foi comemorado pelo vereador Ary Pedroso Jr. (SD).

O parlamentar já havia abordado a questão em requerimento enviado há dois anos ao secretário Pedro Mello, que lhe informou, em resposta, que, naquele momento, somente em cinco farmácias de atenção básica havia "informatização total, desde a entrada do medicamento até sua dispensação ao paciente via sistema".

Agora, do total de 220 computadores, 140 vão para a informatização dos prontuários eletrônicos nas UBSs (unidades básicas de saúde), CRABs (centros de referência em atenção básica) e USFs (unidades de saúde da família). Com isso, frisa a Prefeitura em nota, todos os pacientes atendidos nos postos de saúde estarão com seus prontuários na base virtual, podendo ser acessados de qualquer unidade pelos médicos da rede.

Os outros 80 computadores serão destinados à rede de farmácias municipais e à farmácia do Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas) para informatizar atendimento, integrar dados e auxiliar no gerenciamento e planejamento do Departamento de Assistência Farmacêutica.

Ary destaca que toda a rede de saúde será beneficiada com o investimento, que também resultará em economia aos cofres do município, já que possibilitará aos profissionais da área ter acesso a todo o histórico médico e de saúde dos pacientes atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), incluindo pedidos de exames e os resultados deles.

No caso da rede de farmácias municipais, diz o vereador, a informatização e o consequente uso de sistemas de gerenciamento de dados serão positivos para a gestão pública, "contribuindo para o planejamento das ações e trazendo benefícios tanto para quem trabalha quanto para quem é assistido".

"Isso permite a realização e o acompanhamento das dispensações de medicamentos com a possibilidade da identificação do perfil dos usuários, conhecendo ainda o padrão de consumo e a demanda atendida e não atendida, que permite melhor planejamento das ações do serviço de distribuição, resultando na otimização do atendimento aos usuários", listou Ary.

A opinião é compartilhada por Pedro Mello. "Essa tecnologia resultará em ganho significativo tanto para a população como para a gestão pública, porque, além de otimizar o atendimento, unificando as informações sobre o paciente em uma só base, de fácil acesso, reduzirá o desperdício de recursos, evitando duplicidade de exames, por exemplo", disse o secretário.

Em 2017, na resposta enviada a Ary, Pedro Mello explicou que, em relação às farmácias municipais, todas contavam com pelo menos um computador, mas que, para completar o processo de informatização na rede, era preciso que cada auxiliar de farmácia também tivesse um equipamento, além de todo o investimento necessário em cabeamento de rede da internet.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: SaúdeAry Pedroso Jr

Notícias relacionadas