PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

19 DE JUNHO DE 2012

Vereador recebe denuncia contra Conselho Tutelar


O vereador Paulo Henrique Paranhos Ribeiro (PRB), ao fazer uso da Tribuna, na Reunião Ordinária de segunda-feira (18/06), comentou denuncia que recebeu contra membr (...)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Emerson Pigosso - MTB 36.356 Salvar imagem em alta resolução



O vereador Paulo Henrique Paranhos Ribeiro (PRB), ao fazer uso da Tribuna, na Reunião Ordinária de segunda-feira (18/06), comentou denuncia que recebeu contra membro do Conselho Tutelar, que não tem dado andamento nos processos de abuso contra crianças.

Devido o atraso no andamento dos processos que estão na mesa da pessoa em questão, o atendimento psicológico a criança vítima de abuso, que deveria ser feito em no máximo 10 dias, está levando mais de três meses.

Outra denuncia recebida pelo vereador é que quando as autoridades procuram o Conselho Tutelar nos dias de plantão, não encontram ninguém para atender as denuncias.

“Na hora de tirar o bicho da toca, quem vai é o vereador Paulo Henrique,  quem sofre criticas, ameaças e humilhações sou eu. Se Piracicaba é um exemplo de combate a pedofilia é por que dei a cara a bater, mas que de adianta tirar o bicho da toca, denunciar, se o processo fica parado na mesa de uma pessoa no Conselho Tutelar”, disse o vereador. 

O parlamentar também citou um caso de estupro de vulnerável que chocou moradores e policiais de Morro da Fumaça (SC), o conselho foi acionado pela mãe do menino de um ano e cinco meses, que ao chegar em sua residência viu seu companheiro de 29 anos, com a criança chorando no colo.

A mãe de apenas 16 anos, questionou o companheiro, que nada disse. Ao trocar a fralda da criança, notou que a região anal estava com a coloração vermelha e com um líquido suspeito, após análise mais detalhada, a mãe notou que o órgão da criança estava mais aberto que o normal.

O acusado foi encaminhado á delegacia e em depoimento afirmou que tinha penetrado a criança e que mesmo com o menino chorando, não parou de introduzir nele seu membro sexual. Segundo informações obtidas dos conselheiros tutelares, esta não teria sido a primeira vez que o menino havia sofrido abuso sexual.

O vereador pediu a população não tenha medo e denuncie os casos de pedofilia através do disque 100, na Delegacia de Defesa a Mulher ou chame a Policia Militar ou a Guarda. “O que não podemos é deixar um criminoso como esse solto, lugar de pedófilo é na cadeia, longe do convívio da sociedade”, comentou Paulo Henrique.


Patrícia Moraes Sant’Ana _ MTb: 24.154
Foto: Emerson Pigosso _ MTb: 36.356



Texto:  Patrícia Moraes Sant'Ana - MTB 24.154


Tópicos: Fórum Combate à PedofiliaPaulo Henrique

Notícias relacionadas