PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 24 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE FEVEREIRO DE 2019

Requerimentos sobre Semae motivam discussões na 1ª reunião do ano


Matheus Erler, Rerlisson Rezende, José Longatto, Gilmar Rotta e Paulo Campos discutiram documentos sobre vinda do presidente do Semae



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Aprovação de proposituras ocorreu na noite desta segunda-feira






Uma suspensão de expediente e uma audiência pública sobre a falta de água serão realizadas na Câmara, conforme dois requerimentos aprovados nesta segunda-feira (4), na 1ª reunião ordinária de 2019. A prestação de contas terá que ser feita pelo presidente do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), José Rubens Françoso. Antes de serem votadas, as duas proposituras foram discutidas pelos vereadores Matheus Erler (PTB), Rerlisson Rezende, o Relinho (PSDB), José Aparecido Longatto (PSDB), Gilmar Rotta (MDB) e Paulo Campos (PSD).

A suspensão de expediente deverá ocorrer na próxima quinta-feira (7), na 2ª reunião ordinária, a partir das 19h30, como prevê o requerimento 72/2019. Já a audiência pública será em 20 de fevereiro, às 19h30. Inicialmente, o texto do requerimento 73/2019 previa o evento para as 14h, mas a mudança foi solicitada pelo vereador Wagner Oliveira, o Wagnão (PHS), 2º-secretário da Mesa Diretora, como forma de alcançar maior participação popular. Um destaque foi feito pelo presidente da Câmara, vereador Gilmar Rotta, para que a audiência conte também com representante da Ares-PCJ.

Erler disse que os gabinetes dos 23 vereadores recebem reclamações diárias. Ele lamentou que os 11 vereadores coautores das proposituras não tenham procurado os demais parlamentares para endossarem o texto. “Como se os outros 12 não tivessem o mínimo interesse de discutir a questão da água”, declarou, ao reforçar que foi uma “coincidência” os 12 terem votado na atual Mesa Diretora da Câmara. “Todo mundo quer assinar. O que acontece hoje é passível de investigação”, completou.

O vereador Relinho, servidor licenciado do Semae, concordou que as proposituras deveriam ter a assinatura de todos os colegas. “Está na hora de nos unirmos. Piracicaba só ganha”, destacou. Relinho disse conhecer de perto a rotina do Semae e que seu pai também se aposentou na autarquia. “Conheço muito do que está acontecendo e conheço, também, a politicagem. Sou favorável que o Semae construa um grande legado. Tem homens e mulheres que dão a vida por aquele lugar”, detalhou.

Para Longatto, as explanações dos representantes do Semae serão a todos os vereadores. “Vai fazer para os 23 desta Casa e para quem interessar, pois aqui estará a mídia como um todo”. Segundo o vereador, o Departamento de Água e Esgoto de Rio Claro também apresenta problema semelhante e paralisou parte do seu abastecimento em função de turbidez da água.

A preocupação do vereador Gilmar Rotta, presidente da Câmara desde 1º de janeiro, é que o Legislativo estivesse rachado. “Não gostaria que tivesse isso aqui. Perde todo mundo. Perde a Câmara, perdem os 23 vereadores, perde a população e vai perder o Executivo. Vamos unir todo mundo para o bem da população”, disse, reforçando, na sequência, que sua vontade é de ter todos os parlamentares trabalhando pela cidade.

Ao ocupar a tribuna em dois momentos, Paulo Campos convidou a popular a estar junta dos vereadores no esclarecimento das questões. “É importante que se tenha uma efetiva resposta, para que tenhamos subsídios para reportar a população o que está acontecendo”, disse, no primeiro pronunciamento. Na sequência, em referência ao segundo requerimento, ele disse que a audiência pública será “uma rica oportunidade de obter informações sobre o Semae”.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: LegislativoJosé LongattoGilmar RottaMatheus ErlerPaulo CamposRerlison Rezende

Notícias relacionadas