PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

29 DE MAIO DE 2019

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos


Sob a coordenação do vereador Paulo Serra, as discussões sobre o problema de saúde em Piracicaba apontam na criação de um fluxograma e centralização de informações



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Leandro Trajano (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos
Foto: Leandro Trajano (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Paulo Serra

Paulo Serra
Foto: Leandro Trajano (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Jorge Inoue

Jorge Inoue
Foto: Leandro Trajano (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Adriano Fonseca

Adriano Fonseca
Foto: Leandro Trajano (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos
Foto: Leandro Trajano Salvar imagem em alta resolução

Primeira reunião do Fórum da Saúde defende agilidade em processos



Autor do projeto que estabeleceu a criação do Fórum Permanente sobre Saúde em Piracicaba, o vereador Paulo Serra (CID) coordenou na tarde desta quarta-feira (29), às 15h00, a primeira reunião desta instância de discussões e decisões da Câmara, sobre encaminhamentos e fomento de novas ideias que possam ampliar na análise conjuntural do problema de sáude pública local. 

A reunião aconteceu nas dependências do prédio anexo da Câmara, segundo andar, sala de reuniões "Walter Ferreira da Silva". A próxima reunião do Fórum já está marcada para acontecer neste mesmo espaço, no dia 26 de junho, quarta-feira, às 15h00. 

Na pauta da primeira reunião do Fórum foram levantados indagações que serão remeditas ao Executivo, por intermédio de requerimentos, na cobrança de respostas sobre a espera por exames, o funcionamento dos agendamentos de consultas, o tempo de liberação de exames de sangue, as dificuldades nas avaliações pré-operatórias, a superlotação em prontos-socorros, medidas de prevenção, vagas hospitalares que não atendem a demanda, falta de diretrizes em protocolos, o funcionamento dos departamentos de especialidades e outras temáticas que foram debatidas pelas mais diferentes representações de organizações e instâncias governamentais que compareceram na reunião.

O vereador Paulo Serra enfatizou, no início e encerramento dos trabalhos a importância do Fórum se colocar de maneira oficial, como força política perante o Executivo, no sentido de sanar todas as dúvidas sobre a saúde e, propor ações que realmente se traduzam na agilização de processos, passando pelo estabelecimento de fluxogramas, no uso de processos de infomartização e outras tomadas de decisões, visto que o município gasta mais de 30%, o dobro exigido por lei para manter o atual sistema de saúde. 

O parlamentar também reiterou que o Sus (Sistema Único da Saúde) não dá a contrapartida que os profissionais precisam, dado ao processo burocrático, onde está em risco a vida do paciente. 

Diversas ideias e sugestões foram coletadas na reunião do Fórum, sendo que também ficou estabelecido a criação de um grupo, no WhatsApp, para dinamizar o processo de apontamentos para as futuras reuniões e ações em prol da saúde. 

A reunião contou a participação de representante do Conselho Regional de Medicina (Jorge Yutake Inoue), Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba (Lilian Pedro), Santa Casa de Piracicaba (Francine Patricia Zarbetti), Conselho Municipal de Saúde (Fernanda Helena Tonin), COT - Central de Ortopedia e Traumatologia (Adriano Barros Fonseca), UPA - Piracicamirim (Dayane Fernanda dos Reis Silveira) e Hospital Regional de Piracicaba (Claudia Nassif).

Leia mais: 

Vereadores aprovam Fórum Permanente sobre Saúde



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: SaúdePaulo Serra

Notícias relacionadas