PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 19 DE JUNHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

22 DE FEVEREIRO DE 2019

Previdência: Matheus Erler critica desmonte geral do direito social


O parlamentar antecipou análise sobre propostas de emenda à Constituição Federal



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Previdência: Matheus Erler critica desmonte geral do direito social






O vereador Matheus Erler (PTB), na 6ª reunião ordinária de ontem (21) fez uso da tribuna da Câmara, por cinco minutos regimentais, destinados a líderes partidários para tecer comentários sobre a proposta de emenda constitucional sobre a Reforma da Previdência.

"Pude ter acesso à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) sobre a reforma da Previdência. Ela representa o desmonte geral do direito social. Espero que o Congresso, que nossos deputados e senadores, possam estudar muito bem a PEC. As pessoas, hoje, se aposentam por tempo de contribuição de idade mínima, tem incidência do fator previdenciário. A proposta vem no sentido de extinguir a aposentadoria por tempo de contribuição", reiterou o parlamentar.

Matheus Erler também disse que para as pessoas que ainda faltam dois anos para se aposentar, terão de cumprir o pedágio. Para se aposentar integral, terão que trabalhar com 40 anos de serviço.

Erler ainda avalia que a pensão por morte também está sendo modificada. "Não poderá mais acumular dois benefícios integralmente, ela terá que escolher com qual fica. Outro benefício que está sendo extinto é a aposentadoria especial, a exemplo de médicos e metalúrgicos. Nesta nova proposta, se colocará uma idade mínima", concluiu o parlamentar, que anunciou para as próximas reuniões trazer dados sobre este desmonte dos direitos sociais.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Reunião OrdináriaMatheus Erler

Notícias relacionadas