PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE JUNHO DE 2019

Curso aborda benefícios da energia solar fotovoltaica


Palestra foi ministrada pelo sócio fundador da ProEnergy Engenharia, Maurício Angeli M. de Carvalho



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Palestrante recebeu certificado de participação ao final da palestra

Palestrante recebeu certificado de participação ao final da palestra
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Evento ocorreu na sala de aula da Escola do Legislativo

Evento ocorreu na sala de aula da Escola do Legislativo
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Evento ocorreu na sala de aula da Escola do Legislativo

Evento ocorreu na sala de aula da Escola do Legislativo
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Evento ocorreu na sala de aula da Escola do Legislativo



“Se 100% da energia solar que chega na terra fosse aproveitada, a gente teria, em uma ordem de grandeza, 1.800 vezes mais energia do que seria necessário para o consumo de todo o planeta.” Esse foi um dos dados apresentados pelo engenheiro Maurício Angeli de Carvalho na palestra Como Funciona a Energia Solar Fotovoltaica, nesta quarta-feira (5), para exemplificar os benefícios da utilização desse tipo de recurso.

Maurício comentou que não é possível e nem viável utilizar essa porcentagem de energia, entretanto, por meio desse dado, é possível entender a eficiência do recurso.

Iniciativa da Escola do Legislativo, a palestra foi direcionada a empresários, profissionais da construção civil, estudantes e interessados no assunto.

O palestrante explicou características dos painéis de energia fotovoltaica, que, segundo ele, tem duração mínima de 25 anos. De acordo com Maurício, o painel é formado por células e a junção de painéis compõem um string, ou arranjo de painéis, que são ligados em série ou paralelo, de acordo com o projeto da residência ou local.

“Cada instalação tem peculiaridade de geografia, de inclinação da placa, da forma do telhado, então cada projeto tem forma de fazer essa ligação para ter o melhor rendimento possível”, comentou.

O engenheiro explicou o processo de funcionamento do painel solar: o Sol incide na placa, é gerada energia em corrente contínua, a corrente é transformada pelo inversor em corrente alternada, ou seja, energia elétrica, que é direcionada ao quadro de luz e depois distribuída pela casa ou empresa. A energia que não é utilizada é direcionada à rede elétrica da casa constituindo “créditos de energia”, reserva de energia que pode ser utilizada em períodos como a noite, por exemplo, em que não é possível usar a energia solar.

Na palestra, Maurício falou sobre as quatro modalidades de distribuição de energia, a de geração junto a carga, na qual é gerada energia para o consumo próprio da residência, a de múltiplas unidades consumidoras, na qual há um núcleo de energia que compartilha o recurso para outras residências, a de geração compartilhada, usada por fazendas solares que distribuem a energia produzida para mais de um empreendimento e a de alto consumo remoto, na qual é gerada determinada quantia de energia e compartilhada, em porcentagens, para outras unidades consumidoras.



Texto:  Larissa Souza
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: Escola do Legislativo

Notícias relacionadas