PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 22 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE NOVEMBRO DE 2017

Sindicalistas destacam dia do comerciário e reforma trabalhista


Os descalabros da reforma trabalhista foram avaliados por Roberto e Vivian Patrícia Previde.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Roberto Previde

Roberto Previde
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Matheus Erler

Matheus Erler
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Ronaldo Moschini

Ronaldo Moschini
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Vivian Patrícia Previde

Vivian Patrícia Previde
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Roberto Previde




O presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio de Piracicaba, Roberto Previde, acompanhado pela advogada da entidade, Vivian Patrícia Previde ocuparam a tribuna popular, na 64ª reunião ordinária de ontem (6) para discorrer sobre a importância da Câmara, por intermédio dos vereadores Marcos Abdala (PRB) e Pedro Kawai (PSDB), em reunião solene no último dia 24 de outubro, quando foram contemplados 10 trabalhadores da categoria.

Roberto Previde discorreu sobre o clamor desta categoria, por melhores condições  de trabalho e salários condizentes. Também considerou os malefícios da nova lei trabalhista, que deve entrar em vigor a partir do dia 11 de novembro. "A reforma veio pra judiar, explorar e tirar garantias do trabalhador", disse.

Previde também enfatizou a grande notícia às comerciárias, que já no ano que vem poderão contar com o funcionamento da creche noturna, em cumprimento de promessa de campanha do prefeito municipal Barjas Negri (PSDB).

O presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB) solicitou aparte na fala de Previde para reiterar a preocupação da classe trabalhadora frente às decisões do governo federal, na reforma trabalhista, que leva o Ministério do Trabalho a baixar portaria "absurda", disse. Erler também comentou sobre os altos salários do Poder Judiciário, que supera os R$ 50 mil mensais.

Já o vice-presidente da Câmara, Ronaldo Moschini (PPS) falou do respeito às gestantes comerciárias, sendo que muitos donos de comércios não deixam elas sentar e nem se alimentar, sendo que a mulher gestante deve se alimentar de cada três a quatro horas. "Elas tem que serem vistas diferentes, pois tem estabilidade até seis meses após o nascimento do filho", disse o parlamentar, que também informou ser comum no consultório, exigir respeito à estas trabalhadoras.

O próximo orador a usar a tribuna popular foi a advogada do Sindicato dos Empregados do Comércio de Piracicaba, Vivian Patrícia Previde - filha de Roberto Previde, que também abordou a temática sobre a reforma trabalhista. Além de ressaltar que nosso Congresso Nacional é formando por mais de 70% de pessoas investigadas por escândalos de corrupção, o que coloca em cheque o papel do Legislativo Federal.

Vivian mostrou a incorência do governo federal vender o conceito da geração de emprego, além de discorrer sobre as transformações que a reforma trabalhista provocarão no setor sindical, o que vai demandar a participação de todos. "Nós trabalhadores não podemos ficar inertes, temos que nos movimentar, usar todos os meios de combate, fortalecer os sindicatos. Foram direitos conquistados a suor e sangue", concluiu.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas